Início Destaque Superintendente da Suframa visita instalações da Samsung na Coreira do Sul

Superintendente da Suframa visita instalações da Samsung na Coreira do Sul

77
0
Foto: Divulgação

Visando fechar novos negócios e ampliar as parcerias já firmadas na Zona Franca de Manaus, o superintendente da Suframa coronel Alfredo Menezes viajou para o outro lado do mundo junto com o presidente Jair Messias Bolsonaro, em comitiva presidencial. Os dois, unidos já visitaram vários países, como Japão, China, Emirados Árabes e Coreia do Sul.

Foto: Divulgação

Menezes por sua vez, foi até a Coreia do Sul e visitou a Sede da Samsung, fez muitas fotos, foi bem recebido e firmou laços mais fortes, passando segurança aos empresários que investem no Polo Industrial.

No ano de 2018 a Samsung foi a empresa que mais vendeu smartphones, um total de 292 bilhões. Cerca de 8% a menos que no ano de 2017.

Na China buscou visão de emprego

Na segunda etapa da comitiva presidencial à Ásia, a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), durante jantar com empresários e autoridades na China, buscou articular ações na região que visem à atração de investimentos e à geração de oportunidades não apenas para a região coberta pelo modelo Zona Franca de Manaus (ZFM), mas para todo o País.

A China é um dos maiores investidores mundiais e o maior parceiro econômico do Brasil e, na ZFM, possui investimentos que possibilitam o fortalecimento do Polo Industrial de Manaus (PIM) e da economia nacional.

A proposta da Suframa na China é reunir com empresários e investidores para aumentar a divulgação dos diferenciais competitivos da Zona Franca de Manaus a fim de reforçar de que forma o ambiente de negócios da região pode ser vantajoso para que os chineses possam realizar mais investimentos no Brasil e fortalecer ainda mais a relação bilateral entre os países.

O presidente já reconheceu

O convite do presidente da República, Jair Bolsonaro, para que a Suframa compusesse a comitiva oficial do País à Ásia demonstra o reconhecimento do governo federal em relação à importância da Zona Franca de Manaus para o desenvolvimento econômico do Brasil, uma vez que as garantias constitucionais e o ambiente negocial da ZFM atraem a atenção de investidores internacionais que buscam se instalar no Brasil e geram divisas e empregos ao País.

Antes da chegada à China, a Suframa esteve também no Japão onde apresentou, durante reuniões de negócios, o portfólio da Zona Franca de Manaus e do parque industrial manauara como um dos locais mais vantajosos para ingressar no mercado brasileiro, visão esta compartilhada por diversas empresas mundiais que já atuam na região.

Brasil e Catar assinam acordo de isenção de visto

Enquanto Menezes busca investimentos e melhorias para a Zona Franca de Manaus na Coreia do Sul, o presidente Jair Messias Bolsonaro junto com o emir do Catar, Xeique Tamin Bin Hamad Al Thani, no Palácio Real, assinaram um acordo para a isenção de visto de entrada nos países de turistas, pessoas em trânsito ou em viagens de negócios na segunda-feira (28). A medida é recíproca. Esse é um dos seis acordos firmados durante a visita do presidente Jair Bolsonaro ao país. Ele foi recepcionado em Doha, onde firmaram acordos de cooperação em áreas como defesa, saúde e serviços aéreos.

Os dois países também pretendem concluir um acordo para exploração de serviços aéreos entre seus territórios. Além disso, com base na experiência brasileira em sediar a Copa do Mundo de 2014, o Brasil vai cooperar com o Catar para a realização de grandes eventos esportivos. O país do Oriente Médio vai sediar a competição em 2022.

Estudantes diplomatas terão cooperação

Ainda foi assinado acordo de cooperação entre as academias diplomáticas dos dois países, inclusive para o intercâmbio de estudantes diplomatas. No Brasil, a instituição responsável pela formação de diplomatas é o Instituto Rio Branco. No campo da saúde, Brasil e Catar intensificarão a colaboração em áreas de interesse mútuo.

Já na área de defesa, os dois países assinaram acordo para pesquisa e desenvolvimento, apoio logístico, medicina militar e fornecimento de produtos e serviços de defesa, além de intensificar a troca de conhecimentos e experiências sobre organização e operações das Forças Armadas, incluindo operações de manutenção da paz. O Brasil já participou de mais de 50 operações de paz e missões de paz das Nações Unidas.

Últimos compromissos

O Catar é penúltimo país a ser visitado pelo presidente Bolsonaro, que já esteve no Japão, China, junto com o coronel Menezão, e Emirados Árabes Unidos para divulgar as reformas que o governo está empreendendo no campo econômico e as oportunidades de negócios no Brasil. Além de encontro com autoridades, o presidente participou de um seminário empresarial.

Ainda na segunda-feira, a comitiva presidencial segue para Riade, na Arábia Saudita, onde será recepcionado pelo príncipe herdeiro do país, Mohammed bin Salman. No Oriente Médio, o objetivo de Bolsonaro e seus ministros é atrair investidores, em especial para os projetos de concessões e privatizações do Programa de Parcerias de Investimentos. Os países dessa região são donos de grandes fundos soberanos em busca de oportunidades em países emergentes.

Fonte: Maskate News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui