Início Destaque Baleado por assaltantes, dono de bar morre nos braços da irmã no...

Baleado por assaltantes, dono de bar morre nos braços da irmã no João Lúcio
Até quando?

823
0

Júlio Cesar Cunha dos Santos, dono de um bar e lava-jato na Timbiras, Cidade Nova, perdeu a vida nesta segunda-feira, três dias após ser baleado em seu estabelecimento por um casal de bandidos. Seu Huck, como era conhecido, tinha 44 anos. A irmã de Júlio afirmou que ele foi atingido pelos tiros após se negar a obedecer ordens dos bandidos, que o mandaram deitar no chão. Até agora o casal de marginais não foi preso.

Os dois ainda pediram e tomaram uma cerveja, antes de anunciarem os assaltos. Huck entregou o celular, a renda e mesmo assim foi baleado. Júlio morreu no Hospital e Pronto Socorro João Lúcio na zona Leste. “Ontem fui ficar com meu irmão no hospital, pois ele havia sido assaltado e baleado, o caso dele era meio delicado, mas imaginávamos que ele não corria mais risco de morte, acordei cedo e fui ficar com ele, passei a manhã cuidando dele, dei banho, dei comida, fiz massagem, até então aparentemente o quadro dele era estável, eu estava fazendo massagem nos braços dele, pois ele reclamava muito de dor, de repente ele olhou pra mim, e disse que a vista dele estava escurecendo e começou a infartar, algo que não desejo pra ninguém, você vê a morte frente a frente, levando seu irmão é desesperador, por mais de 30 minutos tentaram reanimar meu irmão, mas coube a Deus recolhe-lo”, escreveu ela em uma rede social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui