Início Destaque Bolsonaro chama de marginais e terroristas integrantes dos chamados grupos antifascistasPresidente disse...

Bolsonaro chama de marginais e terroristas integrantes dos chamados grupos antifascistas
Presidente disse querer recriar Ministério da Segurança Pública e insinuou que Witzel será preso

317
0
Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) classificou integrantes de grupos antifascistas que estão promovendo protestos contra seu governo de marginais e terroristas. Na porta do Palácio da Alvorada, ele também defendeu retaguarda jurídica para atuação policial nas manifestações. As informações são do Folha De S.Paulo. 

“Começou aqui com os antifas em campo. O motivo, no meu entender, político, diferente [daquele dos protestos nos EUA]. São marginais, no meu entender, terroristas. Têm ameaçado, domingo, fazer movimentos pelo Brasil, em especial, aqui no DF”, disse Bolsonaro na noite de terça-feira (2), segundo gravação divulgada por apoiadores.

Na segunda-feira (1º), o presidente já havia dito a seus apoiadores que eles não deveriam ir às ruas no domingo (7), como fazem todos os finais de semana, já que, neste, está marcado um ato contra o fascismo e em oposição ao governo Bolsonaro.

Auxiliares do presidente, no entanto, não sabem como ele se comportará já que, em março, no início da pandemia do novo coronavírus, ele havia feito um pronunciamento desaconselhando seus apoiadores, mas, ele mesmo compareceu ao ato de 15 de março.

“Eu já disse que não domino, não tenho influência, não tenho nenhum grupo e nunca convoquei ninguém para ir às ruas. Agradeço, de coração, essas pessoas que estão na rua apoiando o nosso governo. Agora, nós precisamos de uma retaguarda jurídica para que nosso policial possa bem trabalhar em se apresentando um crescente este tipo de movimento que não tem nada a ver com democracia.”

Continue lendo em Folha De S.Paulo 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui