Publicidade
Início Policial Caso Sádia: criança sequestrada bate na porta do DIP suplicando comida

Caso Sádia: criança sequestrada bate na porta do DIP suplicando comida

1750
0

Sádia Reis Barros está vida. A criança de 11 anos que foi sequestrada no dia 17 de setembro por traficantes da zona Norte de Manaus apareceu na noite desta sexta-feira na porta da 15 Cicom, pedindo por comida.

Agora falta descobrir o que aconteceu com a padrasto dela, Leilson Souza Marinho, que segue desaparecido. Os dois foram raptado na invasão Monte Horebe, no conjunto Viver Melhor, onde a polícia chegou a fazer buscas pelos corpos.

“Ela bateu na porta da delegacia pediu água e disse que tava com fome. E foi quando a gente reconheceu. Compramos um lanche para ela enquanto isso puxei no sistema”, conta o policial militar Bruno Everson, que foi quem acolheu a menina.

A menina estava desorientada e com muita fome e disse que perambulou por várias casas todo esse tempo. Sádia chegou a ter um vídeo distribuído nas redes sociais, no qual dizia que estava viva e que a culpa de tudo era da mãe dela. “Quando eu tinha sete anos meu irmão me estuprou, fui contar para minha mãe e ela não acreditou. Quero ficar um pouco longe da minha família, porque minha mãe me batia”, diz a criança. “A família dele pensa que ele está morto, mas não está. Eu vi ele saindo do Monte Horebe. Minha mãe está mentido e está escondendo ele”, relatava a garota.

Sádia teria dito a traficantes e foi estuprada pelo padrasto, que também levado à força por traficantes. Depois de matarem o homem os bandidos teriam descoberto que a menina mentiu, e por isso resolveram pegá-la. A polícia segue investigando o caso.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui