Início Momento Baré Como lidar com ansiedade em tempos de PandemiaA Organização Mundial da Saúde...

Como lidar com ansiedade em tempos de Pandemia
A Organização Mundial da Saúde (OMS), classificou o Brasil como o país com maior número de pessoas que sofrem de transtorno de ansiedade no mundo

916
1
Foto: Reprodução/Internet

Antes da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), a Organização Mundial da Saúde (OMS), classificou o Brasil como o país com maior número de pessoas que sofrem de transtorno de ansiedade no mundo. Cerca de 18,6 milhões de brasileiros (9,35% da população), em 2019.

A crise do Coronavírus está motivando ansiedade na população. Estamos em tempos difíceis de quarentena, a sociedade está preocupada com a saúde, a vida social, com seus os empregos. Para lidarmos com essa situação é preciso cuidar principalmente da saúde mental.

Como eu sempre digo, “A ansiedade é uma reação do corpo que todos nós experimentamos diante de novos desafios e se torna um grande problema em ocasiões rotineiras devendo procurar ajuda de um especialista para encontrar novos instrumentos para tratar”. Mulheres e jovens são mais propensos a ter tendência a ansiedade, mas isso não excluí o homem.

Não se sabe ao certo a causa dessa doença, porém, existem elemento que podem influenciar o indivíduo, são eles: abuso de drogas; problemas cardíacos; problemas na infância; genética; doenças hormonais, entre outros que a ciência ainda estuda.

Caro leitor, você me pergunta, quais os sintomas da ansiedade?

A irritabilidade, respiração ofegante, falta de ar, problemas digestivos, preocupar-se em excesso com questões que ainda nem aconteceram (chamamos esse sintoma de sofrer por antecipação), tensão muscular, enxergar perigo em tudo e alterações do sono.

Tem controle?

Sim, leitor! Primeiramente aprendemos a controlar a ansiedade quando detectamos seus gatilhos. Uma das técnicas para lidar com os momentos ansiedade é a psicoterapia.

Vantagens da terapia?

A psicoterapia é um processo que busca auxiliar as pessoas que sofrem com ansiedade. Baseado no diálogo, o trabalho é identificar e alterar os padrões de pensamento e comportamento que evitam sentir o seu melhor, aumentando o autoconhecimento e a resiliência.

Mas durante a fase que o mundo vive agora está complicado ficar no isolamento social. Entretanto, é considerável seguir estratégias para o bem-estar e controlar a saúde mental.

Usar as redes sociais como aliadas

Como eu já disse no parágrafo anterior, estamos em um momento difícil, e muitos indivíduos estão em quarentena. As redes sociais viraram uma forma importante de interação com a família, amigos e no trabalho. Entretanto, as redes sociais encontrarmos informações falsas, as conhecidas (Fake News).

Então, eu vou te dá uma dica preciosa: SELECIONE! Isso mesmo, selecione, o que você vai consumir nas redes sociais. Se mantenha informado em canais de confiáveis e o principal o contato com as pessoas que te fazem se sentir melhor. Pessoas negativas e que postas negatividade não vão te fazer bem.

Cuide da sua saúde mental e física

Leia um livro, ouça música para relaxar, dance, sozinha ou acompanhada, pratique meditação, tire seis minutos diários para observar sua respiração. Mantenha a sua alimentação de forma saudável (Não é porque estamos isolados que você vai relaxar) e praticar atividade física. E esse último item vai te ajudar a fortalecer o sistema imunológico e auxiliar também na diminuição da insônia e melhorar a saúde mental.

Procure ajuda de profissional

Se mesmo depois de todas essas informações, você não se sentir bem, procure ajuda de um psicólogo, existem vários que estão atendendo de forma on-line. Só não fique cabisbaixo, calado e com pensamentos negativos. Tá okay!  Até a próxima!

Por Mônica Maximino

Psicóloga e especialista em Psicopedagogia em inclusão social, palestrante, e conselheira do CRP20-AM/RR (Conselho Regional de Psicologia).

1 COMENTÁRIO

  1. Achei a matéria bastante importante para esse momento que estamos passando. Muitas pessoas sofrem com ansiedade ou depressão e não sabem lhe dar com esse problema e tem receio de procurar ajuda. Parabéns pela matéria, gostei muito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui