Início Destaque Em Brasília, coronel Menezes combate pela Zona Franca de Manaus

Em Brasília, coronel Menezes combate pela Zona Franca de Manaus

207
0
Foto: Divulgação

O Superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, esteve em Brasília, e foi até a plenário da Câmara dos Deputados onde garantiu através do Deputado Aguinaldo Ribeiro, relator da Reforma Tributária, o compromisso de inserir a economia do Amazonas, seus direitos constitucionais, e Segurança Jurídica e na Reforma que se aproxima.

ECONOMIA E ECOLOGIA SEMPRE JUNTAS NO PIM

“Cada dia mais a gente vai percebendo que o meio ambiente é uma riqueza. Do ponto de vista inclusive econômico e de monetização. Então, no aspecto da reforma tributária, nós estaremos levando em consideração”, disse Aguinaldo Ribeiro. Isso significa a valorização dos parâmetros ambientais nos quais a ZFM está baseada.Tanto o deputado Aguinaldo, o presidente Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes – graças a interferência do Coronel Menezes, sua argumentação veemente, conseguiram entender aquilo que a União Europeia e a Organização Mundial do Comércio já haviam reverenciado. A ZFM é um programa de desenvolvimento que alia ecologia com economia, ou seja, um modelo harmônico de sustentabilidade.

TUDO EM NOME DO EMPREGO

E o que representa a defesa intransigente da ZFM, senão a retomada do emprego, aumento da arrecadação e diversificação das oportunidades? Menezes tem conversado com trabalhadores e empresários e sabe que dificilmente o Polo industrial de Manaus terá num curto prazo uma retomada tranquila dos empregos antes da crise. Manaus, em sua planta industrial, oferecia 130 mil empregos diretos e hoje no máximo chega a 80 mil. Ou seja, é preciso trabalhar dobrado, tranquilizar os investidores e diversificar a matriz econômica.

FIM DA EMBROMAÇĂO

Só mesmo o prestígio do presidente Bolsonaro, de quem nossa bancada federal anda afastada, poderia empinar nossa curica e fazer vento novo e forte sob a batuta de Alfredo Menezes, para nossa economia. Junte-se a isso, uma façanha decisiva foi conquistada. Na semana passada, o GT-PPBs (Grupo Técnico Interministerial de Análise de Processos Produtivos Básicos) se reuniu em Brasília, definiu diretrizes de atuação e discutiu sobre oito propostas que estavam travadas e conseguiram ter encaminhamentos que pode beneficiar diretamente indústrias que têm interesse em se instalar na ZFM (Zona Franca de Manaus). Havia processo com mais de 6 anos de embromação. E isso começa a fazer parte do passado.

NOVAS EMPRESAS, NOVAS OPORTUNIDADES ESTÃO CHEGANDO

O tal grupo, GT-PPBs, embora composto por representantes da Suframa, da Secretaria de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação do Ministério da Economia e da Secretaria de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, sempre teve maioria contrária à ZFM. De acordo com o superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, a liberação desses processos representa, de imediato, o recrutamento de alguns milhares de empregos.

Fonte: *Maskate News 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui