Início Destaque Filho mata a própria mãe com facada no pescoço, após ela negar...

Filho mata a própria mãe com facada no pescoço, após ela negar dinheiro
Antes de matar a genitora, ele ainda torturou o irmão que também se negou

406
0
Foto: Divulgação/CPA-SUL

Manaus – Após matar a própria mãe, uma idosa de 60 anos, o ex-presidiário Leonardo Natividade Freitas, conhecido no mundo do crime como “Leco” ou “Ticado”, de 28 anos de pura maldade, foi preso, em flagrante. A vítima identificada como Marcelina Natividade, de 60 anos, foi esfaqueada no pescoço após negar dar dinheiro para o filho. A barbaridade aconteceu na madrugada desta terça-feira (9), por volta das 00h30, na residência da família, localizada na Travessa Boa Esperança, bairro Crespo, Zona Sul da capital.

De acordo com os policiais da 7ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o filho amaldiçoado, antes de tirar a vida da genitora, Leonardo ainda torturou um irmão. A motivação do crime seria por dinheiro. “Ambos não quiseram dar para ele a quantia de R$300 para comprar droga. Então o suspeito teve um ataque de fúria, agredindo o irmão e com uma faca de cozinha, matou a mãe. Fugindo em seguida com o dinheiro”, relevou uma fonte policial.

Moradores do local que não quiserem ser identificados, confirmaram para a imprensa que o homem era ex-presidiário e dependente químico.

Após três horas de busca que contou com o apoio da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o suspeito foi localizado perambulando pela Rua Adalberto Vale, por volta das 03h50, sendo reconhecido. Durante a abordagem o mesmo confessou ser autor do homicídio.

O corpo da idosa foi recolhido para o Instituto Médico Legal (IML). Já Leonardo seguiu preso para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), onde deve prestar depoimento sobre o assassinato e indiciado por homicídio.

A Polícia confirmou que Leonardo tem passagem na Justiça por estupro e roubo.

Um vizinho também confidenciou que a vítima fez de tudo para tirar o filho da cadeia.

“Ela não merecia isso, fez o impossível para salvar o filho e acabou assim”, disse um morador que pediu para não ter o nome divulgado.

Por equipe Repórter Manaós 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui