Início Destaque Mandetta afirma que cloroquina vai matar muita gente em casaPolêmica com Bolsonaro...

Mandetta afirma que cloroquina vai matar muita gente em casa
Polêmica com Bolsonaro

204
0

Ao contrário do que pretende fazer Jair Bolsonaro, o ex-ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que o uso da cloroquina em pacientes com sintomas leves fará muita gente morrer em casa. “No caso desse vírus tem defensor pra tudo. Mas nenhum medicamento se impõe e consegue satisfazer. 33% dos pacientes que estavam em hospital, monitorados com eletrocardiograma contínuo, tiveram que suspender a cloroquina por dava arritmia com chance de levar a parada cardíaca. Esse número assustou, é alto. E aí você tem um problema. Se todo os velhinhos tiverem arritmia vou ter de arrumar CTI pra isso e pode ser que morra muita gente em casa com arritmia”. A declaração foi dada ao jornal Folha de São Paulo.

Mandetta disse que aconselhou o uso apenas nos pacientes mais graves e, mesmo assim,  se for no hospital. “Fora, o médico assistente que decida e corra o risco”. Mandetta disse que se o paciente for jovem e saudável, pode ser tratado com a “fita do senhor do Bonfim, camisa do Botafogo e a cloroquina, que a chance de não ter complicação é de 99%”.

Sempre alheio ao que diz Bolsonaro, ele ainda disse que o Ministério da Saúde hoje é “uma nau ausente”. Mandetta firma que da sua saída para a saída de Nelson Teich “foi um mês perdido”, e criticou o excesso de militares enfiados goela abaixo. “Eles entendem de logística. Mas não trabalham com o SUS”.

Por fim, Mandetta disse que Bolsonaro quer dar cloroquina a todo mundo para que as pessoas voltem logo ao trabalho, “sem tanto peso na consciência. Não tem gente séria que defenda”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui