Início Destaque STF suspende nomeação de Bolsonaro para direção da Polícia FederalAmigo da família...

STF suspende nomeação de Bolsonaro para direção da Polícia Federal
Amigo da família e homem de confiança do presidente

244
0

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, cortou as asas do presidente Jair Bolsonaro e suspendeu a nomeação de Alexandre Ramagem para o cargo de diretor geral da Polícia Federal. O amigo do presidente seria empossado hoje.

O pedido foi feito pelo PDT, alegando “abuso de poder por desvio de finalidade”. Moraes afirma ver “inobservância aos princípios constitucionais da impessoalidade, da moralidade e do interesse público”. E mais do que isso: “em um sistema republicano, não existe poder absoluto ou ilimitado, porque seria a negativa do próprio Estado de Direito”.

“Se, por um lado, no exercício de suas atribuições, ao presidente da República está assegurado o juízo de conveniência e oportunidade para escolher aqueles que entender como as melhores opções para o interesse público […], por outro lado, o chefe do Poder Executivo deve respeito às hipóteses legais e moralmente admissíveis”.

Moraes citou Moro na decisão, para dar mais crédito à sua decisão. “[Moro] afirmou expressa e textualmente que o presidente da República informou-lhe da futura nomeação do delegado federal Alexandre Ramagem para a Diretoria da Polícia Federal, para que pudesse ter ‘interferência política’ na instituição, no sentido de ‘ter uma pessoa do contato pessoal dele’, ‘que pudesse ligar, colher informações, colher relatórios de inteligência'”.

Bolsonaro ainda não se manisfestou.

​”Defiro a medida liminar para suspender a eficácia do decreto [de nomeação] no que se refere à nomeação e posse de Alexandre Ramagem Rodrigues para o cargo de Diretor-Geral da Polícia Federal”, diz a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal. m de honestidade, equilíbrio e ética das Instituições'”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui