Início Destaque TCE pega Daniela Assayag na perna curtaPerna curta

TCE pega Daniela Assayag na perna curta
Perna curta

1451
0

O Tribunal de Contas do Estado do Amazonas emitiu uma nota oficial nesta quarta-feira para desmentir a Secretaria de Comunicação Social (Secom), do governador Wilson Lima, e sua secretária, Daniela Assayag. A ex-dupla de jornalistas da tv amazonense informou aos sites e blogs despretigiados da pasta, que as veiculações de propaganda estavam suspensas por ordem do TCE. O que era mentira!

A diretoria de comunicação do TCE informa em nota que “Nenhuma decisão monocrática ou colegiada foi tomada pelo TCE-AM, portanto, a informação não procede”.

O TCE não só jamais mandou suspender anúncios, como também autorizou a ampliação dos gastos. “Por fim, relembranos que, no último dia 20 de maio, o TCE-AM homologou um Termo de Ajustamento de Gestão (TAG), autorizando a Secom a realizar novos contratos publicitários relacionados com a Covid-19, permitindo a ampliação dos serviços de comunicação em prol do enfrentamento e da prevenção ao Coronavírus”.

O direito à informação sobre o que o Governo faz, via veículos de comunicação, é sagrado. Não pode ser da escolha daqueles que puxam o saco do Governo, em detrimento dos que fazem JORNALISMO.

Assim como tem sido um desastre na gestão da Saúde durante a pandemia, com pessoas morrendo por falta de atendimento, o Governo não pode negligenciar suas campanhas ao público dos veículos que não lhe dão retaguarda.

Essas pessoas também pagam impostos e também são “patrões” do governador e dos seus secretários. E querem saber o que o Governo anda fazendo, mesmo que seja uma propaganda a ser criticada posteriormente.

Em pleno auge da pandemia, o governo do Amazonas empenhou R$ 4,8 milhões, sem licitação, para a 1001 Filmes, responsável por produzir aqueles vídeos fantasiosos de que está tudo as mil maravilhas no Governo. E pagou aos “amigos” para que ela fosse veiculada, em forma de contratos publicitários.

Mentira tem perna curta.

Ou Wilson e a ex-cunhã vão dizer que é mentira do TCE?

CONFIRA A ÍNTEGRA DA NOTA

Em virtude de informações repassadas pela Secretaria de Comunicação Social (Secom) de que o Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), havia determinado a suspensão de publicidades em portais e blogs de notícias, conforme relatado por jornalistas, esta Diretoria de Comunicação Social esclarece que:

1) Nenhuma decisão monocrática ou colegiada foi tomada pelo TCE-AM, portanto, a informação não procede.

2) Somente ao TCE, em particular aos relatores e à presidência, cabe a emissão de recomendações por ofícios, medidas cautelares, entre outros expedientes, aos jurisdicionados.

3) A decisão de suspender qualquer serviço de publicidade é da própria Secom.

4) Por fim, relembranos que, no último dia 20 de maio, o TCE-AM homologou um Termo de Ajustamento de Gestão (TAG), autorizando a Secom a realizar novos contratos publicitários relacionados com a Covid-19, permitindo a ampliação dos serviços de comunicação em prol do enfrentamento e da prevenção ao Coronavírus.

No mais, informo que esta Diretoria continua à disposição dos senhores, para qualquer esclarecimento. Dúvidas, favor encaminhá-las ao e-mail comunicacao@tce.am.gov.br

….
Elvis Chaves
Diretor de Comunicação do TCE-AM

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui