Início Policial Tribunal do crime: Líder comunitário é salvo de execução pela Polícia

Tribunal do crime: Líder comunitário é salvo de execução pela Polícia

4856
0
Foto: Divulgação

O líder comunitário Regionei José Miranda da Silva, 39, o “Ney dos Buritis”, foi salvo pela polícia no momento que seria executado por membros da facção criminosa Família do Norte (FDN). O crime aconteceu neste domingo (19), na invasão Itaporanga, zona Norte. Ney foi arrancado de dentro da casa onde mora, amarrado e levado para onde seria executado, uma espécie de “Tribunal do Crime”.

Um vídeo mostra o momento que “Ney” é salvo pela equipe do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), após receber denuncias dos moradores que perceberam a movimentação suspeita na comunidade. Nas imagens ele aparece bastante ensanguentado. De acordo com a polícia além de ser agredido, ele também foi ferido com três tiros de raspão. Com a chegada da polícia, os bandidos desistiram e fugiram deixando a vítima ferida para trás.

O delegado George Gomes diretor do DPM, informou que todos os autores já foram identificados, inclusive um deles foi preso nesta segunda-feira (20), ele foi identificado como Luciano Silva Lobato, 41. Ao longo da semana uma operação será realizada para capturar os outros envolvidos.

MOTIVAÇÃO

Para o delegado o líder comunitário falou que entrou em atrito com os criminosos após se negar pagar e ser contra cobranças de taxas aos moradores pela facção. Para coagir a população a pagar eles ameaçavam as vítimas e assim conseguiam realizar a extorsão e receber dinheiro por serviços básicos, que caracteriza a pratica de milícia.  “Eles cobravam taxas de água, luz e um valor fixo pela moradia. O líder comunitário se opôs a prática dos criminosos e, por isso, eles decidiram pela execução dele. Todo o trabalho policial está sendo realizado no sentido de unificar todas as informações sobre os crimes que estão acontecendo em Manaus. Todas as unidades estão integradas para solucionar esses crimes o mais rápido possível”, explicou a autoridade policial.

Fonte: Maskate News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui