Início País Empresário manda matar amante e incinerar corpo em fornalhaCrime torpo e cruel...

Empresário manda matar amante e incinerar corpo em fornalha
Crime torpo e cruel

1467
0

Dada como desaparecida pela família, Lilian de Olveira, de 40 anos, foi morta pelo amante e incinerada em uma fornalha. O mandante do crime é o empresário Juscelino Pinto Fonseca, de 60 anos, de Santa Cruz de Goiás. Ela desapareceu no aeroporto de Goiânia,após chegar da Colômbia, no dia 13 de fevereiro, mas só agora o caso foi desvendado. Ele está preso e confessou o crime.

A equipe do Grupo Anti-Sequestro (GAS), da Deic, descobriu que o capanga de Juscelino, identificado como Ronaldo Roddrigues, pegou a vítima no aeroporto e cometeu o crime. Ela foi morta com um golpe de marreta na cabeça.  Juscelino disse que mandou matar a amante porque era traído e pagava as depesas dela e do filho.

Juscelino confessou ser o mandante

“Em depoimento aqui prestado, o Ronaldo, que também está preso desde o final do mês passado, contou que após desferir o golpe enquanto a Lilian dormia, seguiu para Santa Cruz de Goiás e ficou por algum tempo em um lixão. Ele sabia que os funcionários do laticínio do Juscelino trabalhavam até as três da tarde. Quando deu o horário, ele foi para o laticínio, e, com a ajuda do Juscelino, tirou o corpo da Lilian da carroceria. Então, ambos a jogaram na fornalha junto com todos os pertences pessoais, onde, depois de três horas, retiraram somente as cinzas”, revelou o delegado Thiago Martimiano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui