Início Destaque Itacoatiara: sobe para 19 número de pessoas que comeram peixe e pegaram...

Itacoatiara: sobe para 19 número de pessoas que comeram peixe e pegaram ‘doença da urina preta’
Surto

1620
0

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas e a Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), confirmaram nesta quinta-feira (26) que o número de casos da ‘doença da urina preta’ subiu para 19 em Itacoatiara. O surto preocupante da  rabdomiólise segue em monitoramento.

O número de internados também subiu para sete. A Secretaria Municipal de Saúde de Itacoatiara (Semsa/Itacoatiara) recebe apoio de Manaus. “Estamos ampliando todo o suporte à equipe de profissionais e acompanhando o trabalho que está sendo realizado com o olhar da vigilância”, afirma o diretor-presidente da FVS-RCP, Cristiano Fernandes. Na quarta-fera eram 16 casos.

Leia mais: Pelo menos 16 pessoas que comeram peixe estão com a ‘doença da urina preta’ em Itacoatiara

De acordo com a coordenadora do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS/FVS-RCP), Liane Souza, entre os envolvidos no surto, sete pacientes seguem internados no Hospital Regional José Mendes, em Itacoatiara. “Estivemos realizando a visita aos pacientes hospitalizados e acompanhando o estado de saúde deles. Em Manaus permanece um paciente internado na FMT-HVD”, aponta Liane.

Segundo o médico infectologista da FMT-HVD, Antonio Magela, os pacientes internados estão sob observação ambulatorial. “Todos estão hemodinamicamente estáveis e sem nenhuma evidência de complicação clínica. Permanecem os sete pacientes internados para observação”, afirmou o infectologista.

Rabdomiólise – A rabdomiólise é uma síndrome clínico-laboratorial que decorre da lesão muscular com a liberação de substâncias intracelulares para a circulação sanguínea. Ocorre normalmente em pessoas saudáveis, na sequência de traumatismos, atividade física excessiva, crises convulsivas, consumo de álcool e outras drogas, infecções e ingestão de alimentos contaminados que incluem o pescado. O quadro clínico da doença pode incluir elevações assintomáticas das enzimas musculares séricas (creatinina-fosfoquinase – CPK).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui