Início Destaque Nove meses pedindo justiça após ver filha grávida morta dentro do igarapéRevolta...

Nove meses pedindo justiça após ver filha grávida morta dentro do igarapé
Revolta

201
0

Onde estão Adria Polyanne Aragão dos Santos, 26, e Roberto Marinho Brito, 26, procurados pela autoria do feminicídio de Miriam Moraes da Cruz, que tinha 21 anos e estava grávida de quatro meses? A vítima foi encontrada morta, com várias facadas, no dia 16 de janeiro deste ano em um igarapé no bairro Tancredo Neves, zona leste. “Conforme a autoridade policial, Roberto é companheiro de Adria, porém possuía um relacionamento extraconjugal com Miriam, que chegou a engravidar dele. Entretanto, ele não aceitava a gravidez e, então, arquitetou a morte dela”. diz o relato policial.

Até hoje os dois estao foragidos. “No caso da Miriam não foi uma morte, foram duas!! Ela e o bebê que ela carregava dentro do ventre dela”, lamentou Mara, mãe de Miriam, que pede justiç.

Disque-Denúncia – Quem puder colaborar com informações sobre a localização do casal deve entrar em contato com a DEHS pelos números (92) 3636-2874 e 98421-5336 (WhatsApp) ou pelo 181, o disque-denúncia da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui