Início Cidade Vacinas contra a Covid-19 para crianças devem chegar ao Amazonas nesta sexta-feira...

Vacinas contra a Covid-19 para crianças devem chegar ao Amazonas nesta sexta-feira (14/01)

117
0
Myke Sena/Ministério da Saúde e Divulgação/Pfizer

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), deve receber, nesta sexta-feira (14/01), o primeiro lote de vacinas contra a Covid-19 destinado a crianças de 5 a 11 anos no estado. A informação consta no planejamento divulgado pelo Ministério da Saúde (MS).

O Brasil recebeu, na madrugada desta quinta-feira (13/01), às 4h38, o primeiro lote da vacina Pfizer, específico para crianças, com rótulo de cor laranja. A remessa com cerca de 1,2 milhão de doses do imunizante desembarcou no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP).

Após a chegada dos imunizantes a Manaus, a remessa será escoltada pela Polícia Federal até a sede da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), na capital, onde serão contabilizadas por equipes da instituição e armazenadas.

A FVS-RCP irá preparar nota informativa para as secretarias municipais de Saúde, responsáveis pela operacionalização da campanha e a definição do início da vacinação deste grupo. No documento irá constar o quantitativo de doses que serão encaminhadas para cada município, com base na remessa que será enviada pelo MS, e em seguida as prefeituras serão notificadas para retirada dos imunizantes na sede da fundação.

A coordenadora do PNI no Amazonas, Izabel Nascimento, ressaltou o manuseio que será realizado para utilização do imunizante. “A vacina que iremos receber para ser aplicada em crianças vem em uma temperatura negativa. Essas vacinas serão distribuídas aos municípios em temperatura de 2 a 8 graus e deverá ser utilizada no período de 10 semanas”, explicou.

Aplicação – A vacinação contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos será escalonada por grupos prioritários definidos pelo Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde (PNI/MS). O escalonamento para a vacinação contempla, inicialmente, crianças com deficiência permanente ou com comorbidades.

O cronograma segue com indígenas e quilombolas; crianças que vivem em lar com pessoas com risco para evolução grave de Covid-19. Após esses públicos, a vacinação vai estar disponível para as crianças sem comorbidades na seguinte ordem: crianças entre 10 e 11 anos; entre 8 e 9 anos; 6 e 7 anos; e com 5 anos de idade.

Não há exigência de apresentar prescrição médica para a vacinação no estado, mas os pais ou responsáveis pela criança devem estar presentes manifestando concordância com a imunização. O intervalo entre a primeira e segunda dose será de oito semanas.

As orientações do PNI/MS também destacam que a vacina contra Covid-19 deve ser administrada com intervalo de 15 dias da aplicação de outras vacinas do calendário infantil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui