Início Cidade Vigilância em Saúde do Amazonas confirma mais um caso da variante Delta...

Vigilância em Saúde do Amazonas confirma mais um caso da variante Delta no Estado
A FVS-RCP está reforçando estratégias para evitar a disseminação da variante no Estado

121
0
As amostras são encaminhadas para sequenciamento genético na Fiocruz Amazônia - Foto: Eduardo Prado/FVS-RCP

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), vinculada à Secretaria de Estado da Saúde, divulga, nesta segunda-feira (27/09), mais um caso de Covid-19 pela variante Delta (B.1.617) no Estado. No total, o Amazonas registra 23 casos notificados da linhagem. O sequenciamento genético da variante é realizado pelo Instituto Leônidas e Maria Deane – Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz Amazônia).

A variante foi identificada em uma mulher, de 23 anos, residente em Manaus, procedente da Sérvia e Monte Negro. A notificação foi emitida ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) do Ministério da Saúde, pelo CIEVS/FVS-RCP.

Segundo a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, a instituição está reforçando estratégias para evitar a disseminação da variante no Estado. “Entre as ações de combate ao novo coronavírus, estamos fortalecendo as testagens para detecção de Covid-19 nos postos de entrada do Amazonas; e intensificando a campanha de vacinação da doença para ampliar a cobertura vacinal nos municípios do Estado”, explica Tatyana.

De acordo com a coordenadora do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da FVS-RCP (CIEVS/FVS-RCP), Liane Souza, a paciente está sendo acompanhada. “Os sintomas iniciais foram apresentados no dia 29 de agosto; e o exame de RT-PCR foi realizado no dia 1º de setembro. A paciente recebeu as duas doses da vacina contra a Covid-19, ainda no primeiro semestre, e manteve-se em isolamento durante o período de transmissão”, informa Liane.

Sequenciamento – A identificação dos casos de Covid-19 pela variante Delta ocorre após análise de amostras nasofaríngeas, diagnosticadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/FVS-RCP) e sequenciadas pelo Instituto Leônidas e Maria Deane – Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz Amazônia).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui