Início Destaque 22 dias após reconhecer que relaxou com a Covid, veterinário morre em...

22 dias após reconhecer que relaxou com a Covid, veterinário morre em Manaus
Alerta

1643
0

O veterinário Lucio Roberto Kimura Coimba, conhecido em Parintins como  Lucinho Kimura, de apenas 36 anos, perdeu a batalha para a Covid nesta terça-feira em Manaus. No dia 5 de outubro, deitado no leito do hospital, ele postou uma mensagem reonhecendo que relaxou com a doença, como muitos fazem agora. Hoje, lamentavelmente, não resistiu.

O veterinário estava na Unimed de Manaus. “Como muitos, também cometi o erro de relaxar nas minhas proteções pessoais contra o COVID-19, as vezes ficava sem máscara ou manuseava errado, até sem álcool já estava andando, confiante que nunca seria acometido por esse vírus’.

O veterinário era candidato a vereador em Parintins, e contou o que passou na batalha perdida hoje. “E ia levando a vida, atrás dos meus objetivos, das minhas pretensões, mas o destino me deu uma dura, merecido por sinal e aqui estou, com o COVID internado no Jofre Cohen, nessa trajetória eu só tenho a agradecer: primeiro a Deus, porque meu estado ainda não é grave e assim permanecerá, eu creio. Agradecer a minha família por toda paciência e dedicação, minha tia Nete e Lene que sempre liga de São Paulo pra passar orientações e tranquilidade, a minha mãe que deixou o trabalho pra cuidar de mim, minha irmã Taiane que sempre liga de manaus tbm preocupada e orientando, ao tio Aldemar por todo apoio e companheirismo, ao meu Pai, Tio Beto e Tia Sol que disponibilizaram suas casas para mim passar por essa doença, para que minha avó continue segura e saudável, agradecer a minha namorada Nayla Victória, que é minha grande companhia 24 hrs por dia, assunto que não acaba mais e aos meus filhos que não me deixam e sempre mandam áudios de incentivo e carinho.”

O médico veterinário era muito querido na cidade e despontava como forte candidato à uma vaga. É triste, mas devemos dizer sempre que a doença é grave. “Parece clichê, mas só quem passa por isso sabe o que é, eu mesmo não acreditava mais que esse vírus fosse tão perigoso, agora aqui dentro do hospital vejo o sofrimento de muitas famílias tantas pessoas bem piores do que eu e sabe se lá quantos não estão aí fora precisando de um leito.
Enfim, quero mandar uma mensagem para todas as pessoas que estão comigo na guerra, que eu vou me recuperar a tempo de realizar todo nosso planejamento, nossa luta não terá sido em vão, conto com vcs para que continuem levando nosso trabalho a todas as casas da nossa cidade, assim que me recupere estarei na frente de batalha com vocês de novo!”

Lúcio Roberto Kimura Coimbra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui