Início Destaque “A Susam está brincando com vidas”Serafim Corrêa faz mais uma grave denúncia...

“A Susam está brincando com vidas”
Serafim Corrêa faz mais uma grave denúncia contra a Susam

224
0

O deputado Serafim Corrêa (PSB) solicitou ao Governo do Estado, na manhã desta quarta-feira, que dê assistência necessária aos milhares de renais crônicos que estão morrendo por falta de assistência médica. Apesar do Governo Federal mandar o dinheiro, o atendimento simplesmente não está sendo realizado, por um erro burocrático entre a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) e a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz

“A Secretaria de Saúde do Amazonas está brincando com vidas. Vidas de renais crônicos. O Ministério da Saúde manda todos os meses os recursos para pagar essas clínicas. Recursos carimbados, fonte 230. Mas aí, a Susam briga com a Sefaz e a Sefaz com a Susam. Quando a Sefaz libera, a Susam não libera e vice-versa. E as clínicas já estão exauridas. Daqui a pouco vão parar, porque não têm mais fôlego. E para quem faz hemodiálise, parar significa a morte”, lamentou o deputado.

REVOLTA

Serafim fez um apelo ao secretário interino da pasta, Marcellus Campêlo, para que reveja a situação e que os recursos possam ser liberados para o tratamento dos pacientes que sofrem com a doença no Amazonas. “Quero fazer um apelo ao secretário interino da Susam para que ele destrave isso. Não é possível brincar com vidas. O governo do Amazonas já brincou demais com a vida dos outros. E mais morte nas costas desse governo vai soar muito ruim. Já tem sido muito ruim mais de 3 mil mortes por conta do novo coronavírus”, disse.

O líder do PSB na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) afirmou que o problema vem se agravando devido a falhas na administração, como revelaram os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde. “O governo do Amazonas tem feito uma administração desastrosa dos recursos que vieram e nós estamos vendo isso de perto na CPI da Saúde”, concluiu Serafim.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui