Início Cidade Roberto Cabrini promete abrir a caixa-preta da saúde no AmazonasJornalista entrou no...

Roberto Cabrini promete abrir a caixa-preta da saúde no Amazonas
Jornalista entrou no 28 de Agosto e tem relatos chocantes

1047
0

Os dias em que passou por Manaus renderam muito material para Roberto Cabrini. Ele entrou no 28 de Agosto, foi aos cemitérios e promete escancarar para o Brasil o caos na Saúde do Amazonas.  “28 de Agosto é o nome da unidade que virou exemplo real da sobrecarga no sistema de saúde causada pela pandemia. De dentro da UTI, Cabrini relata a dramática luta pela vida. Na cidade brasileira proporcionalmente mais atingida pelo Covid-19, a situação é de caos”, escreve o jornalista em suas rede sociais, chamando para o Conexão Repórter desta segunda-feira.

Cabrini costuma revelar história inéditas e tem feito em seu programa no SBT uma cobertura sistemática da pandemia. “Profissionais de saúde sem receber há 4 meses, convivendo com falta de tudo – de remédios a equipamentos de proteção. São obrigados a enfileirar pacientes, todos muito próximos, com a morte à espreita”.

Pelo texto, o programa que vai ar ao hoje,m após o Ratinho, deve balançar as estruturas. “Pessoas, do lado de fora, que não conseguem atendimento. O destino trágico, nos containers abarrotados de corpos…Uma situação de desespero agravada pelos óbitos e enterros em massa, em valas coletivas. E a revolta nos cemitérios: pessoas que alegam ter parentes que não morreram com coronavírus, mas que são enterradas como possíveis vítimas da doença”.

Cabrini promete falar do dinheiro gasto pelo Governo do Amazonas. “A suspeita de superfaturamento no que muitos chamam de “A farra da epidemia”. Cabrini percorre as ruas de uma Manaus sitiada pelo vírus, retratando em detalhes as casas e efeitos do problema, sob diferentes e surpreendentes ângulos. E, em um cenário onde parece não haver luz no fim do túnel, histórias impressionantes de recuperação”.

Uma reportagem histórica que revela como e por que a capital brasileira incrustada na Amazônia chegou a essa situação de tamanho sofrimento. É o que você vai ver no Conexão Repórter desta segunda, logo após o Programa do Ratinho.

Por Equipe Repórter Manaós 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui