Início Destaque Recém-nascida levada em Humaitá expõe insegurança nos hospitais

Recém-nascida levada em Humaitá expõe insegurança nos hospitais

61
0

Acabou bem o sequestro de uma recém-nascida no no Hospital Regional de Humaitá, município distante 332 quilômetros da capital. A polícia identificou a sequestradora e devolveu a bebê para a família, mas ficou claro que no quesito segurança o hospital deixa muito a desejar.

A sequestradora não teve o nome revelado, mas de acordo com a polícia sofre de problemas mentais. A Susam emitiu nota sobre o caso:

NOTA DA SUSAM:

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) esclarece que, a partir do Termo de Compromisso de Gestão (TCG), assinado em 2018, os municípios respondem pela gestão dos hospitais no interior, cabendo à Susam o cofinanciamento de recursos para o funcionamento das unidades.

A Susam solicitou junto à Secretaria Municipal de Saúde de Humaitá informações  sobre o caso e foi comunicada que foram tomadas todas as providências necessárias por parte do município, como o acionamento da Polícia e fechamento das rodovias. A acusada pelo rapto foi identificada como uma mulher com transtornos mentais, que foi localizada e a criança devolvida para a mãe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui