Início Cidade 170 altas e uma dúvida no hospital de campanha da Prefeitura de...

170 altas e uma dúvida no hospital de campanha da Prefeitura de Manaus
Porque não copiar esse método tão vitorioso?

298
0

170 altas em menos de um mês. Qual o segredo do hospital de campanha municipal Gilberto Novaes, localizado no Lago Azul, zona Norte? Montado a toque de caixa em parceria com a Samel e instituto Transire, entrou em atividade no dia 13 de abril. Já são 130 leitos ativos e uma meta de 279 leitos.

“O hospital é de campanha, mas não é um hospital improvisado. É uma unidade de alta complexidade, todo equipado com bons profissionais, tomografia e laboratório. É um hospital preparado para atender todas as pessoas da melhor forma possível. Não interessa se o paciente tem 20 anos ou 83 anos, o hospital e sua equipe de profissionais estão prontos para realizar o melhor atendimento, e acima de tudo salvar vidas, como é o que está acontecendo. Tem pacientes chegando pela central de regulação, vindo de SPAs e de outros hospitais da cidade, em estados gravíssimos. E o hospital não vai se eximir de atender esses pacientes, pelo contrário, graças a Deus e ao atendimento humanizado do nosso hospital de campanha, estamos podendo devolver essas pessoas para suas famílias, para suas casas, curados”, destacou o perfeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

Só neste  domingo foram mais 15 pacientes de alta. No estado com maior taxa de letalidade do Brasil, o hospital é um bálsamo em Manaus, que vive colapso funerário de na Saúde.  Jovens e idosos estão na lista de altas.

Após seis dias de tratamento, Alcimar Silva da Rocha recebeu alta hospitalar na tarde deste domingo. Emocionado, o paciente de 63 anos contou que chegou ao hospital na cadeira de rodas e hoje saiu andando, curado da Covid-19.

“Agradeço à equipe da Prefeitura de Manaus e da Samel, na pessoa do Ricardo Nicolau, que diariamente passava com a gente para saber como estávamos. E também estou saindo daqui bom hoje, graças aos enfermeiros e médicos, graças a Deus”.

O mecânico Waldenir Pereira de Lima, 50, disse que, após vencer a Covid-19, passará, agora, a viver a vida de forma diferente. “Eu quero aproveitar mais a vida, porque ela é tão boa, mas de uma hora a gente pode se perder, e ela se torna curta por causa de uma doença como esta. A vida é boa, certeza que eu vou aproveitar mais ainda, ficar com minha família, meus filhos, que Deus me ajude”.

Mais de 350 profissionais atuam no hospital de campanha do município Gilberto Novaes. Fica a pergunta: o que falta para as demais unidades terem o mesmo sucesso?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui