Início Cidade Caso Flávio: Um ano após morte do engenheiro, família ainda espera por...

Caso Flávio: Um ano após morte do engenheiro, família ainda espera por Justiça
Somente dois dos cincos réus estão presos

92
0
Foto: Reprodução/internet

Um dos casos mais falados no último ano em Manaus, foi a morte precose e cruel do engenheiro Flávio Rodrigues, que tinha 42 anos, no dia 29 de novembro do ano passado, após uma festa que ele participava em um condomínio de luxo na Ponta Negra, Zona Sul da cidade, pertecente a Alessandro Valeiko, filho da primeira-dama Elisabeth Valeiko e enteado do prefeito Arthur Neto.

Nessa jornada por Justiça, somente dois dos cincos réus estão presos; Mayc Paredes e Elizeu da Paz. Alejandro Valeiko segue em prisão domiciliar fazendo uso de tornozeleira eletrônica. O trio é acusado de homicídio triplamente qualificado, ocutação de cadáver e tentativa de homicídio.

Hoje, uma missa e carreata serão realizadas pela família e amigos em menomória do engenheiro, pelas ruas da cidade. Já a missa está marcada para acontecer às 19h, na Paróquia Coração Imaculado de Maria, na Rua São Pedro, bairro Morro da Liberdade.

“Ele está em paz🕊🕊🕊
Mas,aqui nessa terra estamos lutando por justiça.
POR VOCÊ, PARA VOCÊ
#justiçaporflavio”, publicou Ana Glaucia Rodrigues. 

Nas redes sociais muitas postagem com a tag #JustiçaPorFlávioRodrigues está sendo compartilhada, com o intuíto de chamar a atenção do Tribunal de Justiça do Amazonas, que por sua vez, informou que a ação penal está em curso regular, mas não deu prazo para as definições, já que as atividades presenciais seguem suspensas devido ao novo coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui