Início Cidade Manaus recebe oficina sobre Indicações Geográficas e incentiva valorização de produtos agropecuários

Manaus recebe oficina sobre Indicações Geográficas e incentiva valorização de produtos agropecuários

192
0

Para incentivar a valorização de produtos agropecuários no Amazonas, o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi), em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), realizou nesta semana a oficina “Indicações Geográficas e Marcas Coletivas”. Manaus foi a primeira cidade a receber a atividade, ocasião em que a farinha do Uarini produzida no Amazonas recebeu o registro de Indicação Geográfica (IG).

Técnicos do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) e da Secretaria de Produção Rural (Sepror) participaram do evento, realizado na sede da Escola Superior de Ciências da Saúde da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), zona sul de Manaus.

O objetivo foi abordar os conceitos e explicar como o uso do registro de Identificação Geográfica pode agregar valor ao produto e garantir o acesso a novos mercados. A oficina foi ministrada pelos representantes do Inpi, Pablo Regalado e Marcos Palomino.

De acordo com a engenheira agrônoma do Idam, Silvia Abreu, essa oficina contribuiu com informações importantes que vão ajudar a identificar potenciais existentes no âmbito produtivo e de serviços no estado, bem como normativas e principais impactos esperados por meio da obtenção de uma IG.

Para a supervisora e especialista em Educação do Campo do Idam, Katy Oliveira, essa troca de conhecimentos entre o instituto certificador e técnicos, associações e cooperativas é importante para que a equipe possa conhecer de perto a realidade do Amazonas.

Participaram também da oficina o engenheiro florestal do Idam, Luiz Rocha, a engenheira agrônoma Luziane Vitor e os engenheiros de pesca, Renilton Solarth e Radson Alves, representando a Sepror.

Certificação – Durante a oficina, o Inpi entregou a certificação de ‘Uarini’ como IG para a farinha de mandioca. O produto foi certificado na modalidade Indicação de Procedência. A delimitação geográfica da IG de Uarini inclui os municípios de Uarini, Alvarães, Tefé e Maraã.

Com a certificação, o Amazonas passa a ter três Indicações Geográficas que já atestam produtos como os peixes ornamentais do Rio Negro, o guaraná de Maués, e agora a farinha do Uarini, que tem um padrão único que a torna bastante conhecida e apreciada pelo público consumidor. Pablo Regalado destacou que o abacaxi da região de Novo Remanso será um dos próximos produtos a receber a IG, assim como o pirarucu de Mamirauá.

*Com informações da Assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui