Início Policial Médica é espancada por frequentadores do ‘Baile do Covid-19’Após reclamar do som...

Médica é espancada por frequentadores do ‘Baile do Covid-19’
Após reclamar do som e danificar o carro de um PM que estava em uma "Festa do corona", anestesista tem joelho quebrado e mãos pisoteadas por cinco homens

425
0
Foto: Arquivo Pessoal

A médica Ticyana D’Azambujja, 35, foi espancada por cinco frequentadores de um baile chamado Covid-19, após reclamar do barulho na casa vizinha ao seu prédio no Grajaú, Zona Norte do Rio, e quebrar o vidro do carro de um PM que estava na “Festa do Corona”. As informações são do Folha de São Paulo. 

No intervalo entre dois plantões no sábado (30), a anestesista que atua na linha de frente da pandemia no Hospital de Campanha Lagoa-Barra relata momentos de terror.

“Dois caras fortões me alcançaram. Um deles me enforcou, apertando meu pescoço até eu desmaiar. Cai no chão e pisaram nas minhas mãos. Quando acordei, estava com o pé de um cara de uns 100 kg no meu tórax”, relatou Azambujja à Folha, ao retornar do IML, no final da tarde desta segunda-feira (1o).

Continue lendo em Folha de São Paulo 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui