Início Destaque Morre adolescente vítima de bala perdida; família acusa médica de negligência"Eu falei...

Morre adolescente vítima de bala perdida; família acusa médica de negligência
"Eu falei que ela [médica] não podia desligar o aparelho do meu filho, ela disse que não estava ali para pedir a minha autorização", disse a mãe

192
0
Foto: Reprodução/Rede Social

Manaus – Momento de muita dor e tristeza para os corações dos familiares e amigos do adolescente Jorge Gustavo Silva Santos, de apenas 12 anos, vítima de bala perdida sendo atingido na cabeça, durante um tiroteio na última terça-feira (12), na Rua 21 de Junho, bairro Compensa, Zona Oeste da cidade. Segundo alguns moradores na ocasião do fato, o menino tentou se esconder dentro de uma igreja. Ontem (18), após passar seis dias internado, o menor não resistiu e faleceu, no Hospital e Pronto-Socorro da Criança Joãozinho, na Zona Leste.

Revoltados, os pais do adolescente conversaram com a imprensa e afirmaram que os médicos desligaram o aparelho de respiração de Jorge, sem a autorização deles.

“Eu falei que ela [médica] não podia desligar o aparelho do meu filho, ela disse que não estava ali para pedir a minha autorização – eu estou aqui para lhe avisar que vou desligar o aparelho – e me deu as costas e foi embora até agora não apareceu, eu já soube que ela desligou o parelho do meu filho” disse a mãe do adolescente em estado de choque.

“Essa médica matou o meu filho. Eu vou denunciar. Meu filho estava respirando, os batimentos cardíacos normais até agora”, continuou a mãe.

Foto: Divulgação

“Só o que estava parado era o cérebro dele o resto estava tudo funcionando, ele estava respirando por aparelho e agora eu entrei em contato com uma enfermeira, e ela disse que já estavam preparando o corpo dele. Eles não podem fazer isso. Desligar o aparelho sem a nossa autorização. Eles foram negligentes. Eu só consegui o primeiro nome dela, Deise, não tenho sobrenome, ela quem estava cuidando dele lá dentro na UTI”, enfatizou o pai de Jorge.

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) lamentou a morte do paciente e se solidariza com a família pela perda. A Susam está acompanhando o caso e ontem mesmo solicitou informações à direção da unidade sobre as circunstâncias do atendimento.

A direção do Hospital e Pronto-Socorro Infantil da Zona Leste informou que, na última terça-feira (12/05), o paciente chegou em estado gravíssimo e passou por uma cirurgia neurológica de três horas, devido a um ferimento de arma de fogo na cabeça que transfixou o crânio, com exteriorização de massa encefálica, sendo internado posteriormente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Na tarde desta segunda-feira (18/05) foi declarado o óbito pela equipe médica que acompanhava o paciente e o  fechamento do protocolo de Morte Encefálica (morte cerebral), após a realização de exames e avaliações médicas que demonstraram ausência de atividade cerebral.

A direção informou que foi seguido o protocolo de Morte Encefálica, conforme o estabelecido pelo Ministério da Saúde. E que, durante os seis dias de internação, a criança foi acompanhada pela equipe multidisciplinar, formada por médicos especialistas, psicólogos e assistentes sociais.

A médica responsável pela UTI informou que conversou com a família antes de encerrar o protocolo para Morte Encefálica.

O protocolo de ME é padrão com todos os passos informados pelo profissional, documento este que será avaliado pela gestão da Secretaria para caso de esclarecimentos sobre a conduta médica adotada.

Entenda o caso 

Moradores da Rua 21 de Junho, no bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus, passaram por momentos de desesperos, no começo desta noite (12), um intenso tiroteio no local, deixou todos aterrorizados. Segundo informações, um menino de 12 anos foi atingido na cabeça, um homem conhecido como “Kevinho” morreu no local com três tiros.

Moradores que não quiseram ser identificados, informaram a criança tentou se esconder dentro da igreja e foi atingida por bala perdida. Já o homem estava sentado na calçada, quando os atiradores chegaram em um carro e desferiram os tiros contra ele. As vítimas foram levadas ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, no bairro Compensa.

Por equipe Repórter Manaós 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui