Início Destaque Morte de diretor do Enem por Covid aumenta pressão para adiar a...

Morte de diretor do Enem por Covid aumenta pressão para adiar a prova
Preocupação

602
0

Em meio à polêmica sobre a realização ou adiamento do Enem, marcado para o próximo domingo, morreu de Covid o diretor de Avaliação da Educação Básica do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), general da reserva Carlos Roberto Pinto de Souza, aos 59 anos, nesta segunda-feira (11/1), vítima da Covid-19. Carlos Roberto era o chefe da coordenação do Exame Nacional do Ensino médio.

Assim que a morte dele foi confirmada, começaram uma enxurrada de pedidos para o adiamento da prova, considerada de alto risco por causa da pandemia. Mesmo assim o exame está mantido. A Defensoria Pública da União entrou com pedido de adiamento da prova na Justiça, mas a decisão não saiu ainda.

O Inpep divulgou nota de pesar, mas sem citar a doença. “A presidência do Inep, em nome de todos os seus colaboradores, agradece o trabalho desempenhado com dedicação, entusiasmo, responsabilidade e senso ético pelo diretor Carlos Roberto. Seu nome estará registrado na história do Inep”, diz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui