Início Cidade Mortes em Manaus cresceram 350% com Covid-19, contra 28% em São PauloFiocruz...

Mortes em Manaus cresceram 350% com Covid-19, contra 28% em São Paulo
Fiocruz mostra que diferença dramática de infraestrutura hospitalar explica explosão de mortes na capital do Amazonas

273
0
Foto: Divulgação/Semcom

A jornalista Mônica Bergamo publicou em sua coluna no Folha de São Paulo, ontem (1º), a informação onde diz que um estudo da Fiocruz mostra que o número de óbitos na cidade de Manaus explodiu de forma centenas de vezes mais dramática do que em outras capitais que enfrentam a mesma epidemia da Covid-19.

ANTES
Na 11ª semana epidemiológica deste ano, de 15 a 23 de março—antes do registro do primeiro caso da doença na cidade— 215 pessoas morreram em Manaus, de variadas causas. No ano passado, tinham sido 205 no período.

DEPOIS
Já na 16ª semana, de 19 a 25 de abril, depois da Covid-19, houve uma explosão: 972 pessoas morreram, contra 215 na semana equivalente de 2019 —um salto de 350%.

PARALELO
Já em São Paulo, onde a pandemia começou, o salto foi de 28%: no ano passado, 1.622 pessoas morreram na capital paulista na 16ª semana. Neste ano, foram 2.077.

PARALELO 2
No Rio de Janeiro, o salto foi de 62%; em Fortaleza, de 40%.

DOIS BRASIS
De acordo com o cientista Jesem Orellana, as diferenças escancaram as desigualdades sociais e de acesso a serviços de saúde nas diferentes regiões do país.

HORROR
“Manaus poderia ter perdido um número infinitamente menor de vidas se tivesse estrutura laboratorial e hospitalar ao menos parecida com a de outras capitais”, afirma ele.

HORROR 2
“Entre os mortos estão vítimas da Covid-19 e de outras enfermidades que não encontraram hospitais”, diz ele. As mortes em casa ou em vias públicas saltaram de 33, em 2019, para 268 na 16ª semana do ano.

Fonte: Folha de São Paulo 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui