Início Destaque Seduc desmente boato de que professora morreu de Covid em ManausNota oficial...

Seduc desmente boato de que professora morreu de Covid em Manaus
Nota oficial

279
0

A Seduc emitiu nota oficial nesta sexta para dementir boatos sobre a morte de uma professora da rede estadual, afirmando que ela não faleceu de Covid, conforme foi compartilhado. Leila Guerra Soares, lotada na Escola Estadual (EE) Sebastião Augusto, em Manaus, morreu de pneumonia bcteriana, afirma a Secretaria.

“Diferente do que está sendo divulgado, a servidora não teve nenhuma participação na Jornada Pedagógica do Ensino Médio, promovida pela a Secretaria de Educação na semana antes da volta às aulas presenciais. Leila era professora de Ciências do Ensino Fundamental e precisou ser internada, em situação de emergência, no Hospital Rio Negro. Na unidade de saúde, foi constatado que a educadora havia contraído pneumonia bacteriana. Durante a internação, Leila foi testada mais de uma vez para Covid-19, e todos os resultados deram negativo’, afirma a nota.

A Seduc explica na nota que “dias depois de dar entrada no hospital, a professora precisou ser entubada e, após a detecção de uma hemorragia pulmonar, veio a óbito na quinta-feira (20/08). Ela havia dado entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no dia 12 de agosto”.

A Secretaria afirma também que “a profissional estava afastada da escola desde o início da suspensão das aulas presenciais. “Segundo o laudo médico de Leila, datado de 20 de agosto de 2020, a professora estava internada na UTI do Hospital Rio Negro desde o dia 12 de agosto, com diagnóstico de pneumonia bacteriana e insuficiência respiratória aguda, não sendo correspondente à Covid-19. O laudo destaca ainda que não havia evidência clínica, nem tomográfica e nem laboratorial de diagnóstico da infecção.”

Hoje a Seduc cancelou o retorno das aulas do Ensino Fundamental.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui