Início Destaque Alessandra Campêlo consegue na Justiça suspender a CPI da SaúdeTudo parado

Alessandra Campêlo consegue na Justiça suspender a CPI da Saúde
Tudo parado

362
0

A Justiça concedeu liminar suspendendo a CPI da Saúde e atendendo a um pedido da deputado Alessandra Campêlo, que pediu a paralisação das investigações nos gastos da Susam que seria feita pelos deputados.

O mandado de segurança, com pedido de liminar, foi ingressado na segunda e acatado no dia seguinte. Josué Neto, presidente da casa, é acusado por Alessandra de escolher de forma unilateral os membros da CPI.

Em sua rede social, Josué Neto disse que o Amazonas vive uma crise: “Desembargador do TJAM concede liminar e suspende CPI a pedido da deputada Alessandra Campelo. O receio é grande e existe. O executivo não tá fazendo. O legislativo impedido de fiscalizar e legislar. Essa é a crise Brasileira”.

Já a deputada comemorou. “O que se espera de quem realmente quer uma CPI? Que corrija os erros e reinstale a CPI corretamente para que ela não seja anulada. Ao invés disso, ataque ao Judiciário e a mim”.

A decisão é do desembargador João Mauro Bessa. “Sem prejuízo de análise mais aprofundada da questão por ocasião do mérito, defiro a liminar requerida na inicial, para o fim de determinar a imediata suspensão dos atos de designação dos membros, de instalação e de nomeação do Presidente da “Comissão Parlamentar de Inquérito Da Pandemia, realizados durante a Sessão da Assembleia Legislativa de 14 de maio de 2020″, afirmou João Mauro Bessa.

Na quinta-feira, 14, foram designados como membros da CPI da Pandemia os deputados Delegado Péricles (presidente), Fausto Júnior (relator), Saulo Vianna, Felipe Souza, Wilker Barreto.  Os suplentes são os deputados Serafim Côrrea, Joana Darc e Carlinhos Bessa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui