Início Destaque Amazonas já tem mais de 40 mil casos de malária em 2020Além...

Amazonas já tem mais de 40 mil casos de malária em 2020
Além da pandemia

195
0

Apesar da redução no número de casos, o Amazonas já contabilizou 40.263 casos de malária este ano, de janeiro a setembro. Ano passado foram 50.342 no mesmo período do ano passado. De acordo com a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, o período sazonal da malária iniciou em julho e segue até o fim de outubro em todo o estado. A orientação é que as secretarias municipais de saúde intensifiquem o controle, principalmente, nas cidades que apresentaram aumento de casos. “As ações de controle, por meio de busca ativa, diagnóstico e tratamento oportunos, além de ação integrada são importantes e contribuem para o controle de casos de malária”, ressaltou Rosemary.

A redução também foi verificada, em nível municipal, em dez dos 16 municípios do Estado que mais apresentaram casos de malária de janeiro até 30 de setembro: Manaus (-20,27%); Barcelos (- 48,40%); Santa Isabel do Rio Negro (- 42,80%); Lábrea (- 30,36%); Coari (- 41,64%); Tefé (-45,02%); Atalaia do Norte (-12,88%); Ipixuna (-24,06%); Canutama (-11,82%) e Manicoré (-4,28%).

Já os demais municípios com mais casos apresentaram aumento nos registros da doença: São Gabriel da Cachoeira (11,17%); Tapauá (72,82%); Carauari (1,27%); Eirunepé (162,05%); Jutaí (23,28%) e Maués (46,84%). Os dados constam no Sistema de Informações de Vigilância Epidemiológica – Malária (Sivep-Malária), do Ministério da Saúde.

Municípios – No ranking das cidades amazonenses que mais apresentaram registro de casos de malária este ano estão: São Gabriel da Cachoeira (7.293); Manaus (3.748); Barcelos (3.265); Tapauá (2.779); Santa Isabel do Rio Negro (1.898); Lábrea (1.876); Coari (1.648); Carauari (1.516); Tefé (1.208); Eirunepé (1.153); Atalaia do Norte (1.143); Ipixuna (1.095); Jutaí (1.059); Canutama (977); Manicoré (961) e Maués (928).

Referência – A FVS-AM é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, incluindo o monitoramento de indicadores de doenças, como a malária, por meio do Departamento de Vigilância Ambiental (DVA/FVS-AM). A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Os números para contato são (92) 3182-8550 e 3182-8551.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui