Início Destaque Amazonas Meu Lar tem 1.008 unidades habitacionais inscritas na primeira fase do...

Amazonas Meu Lar tem 1.008 unidades habitacionais inscritas na primeira fase do Minha Casa Minha Vida
Nesta quarta-feira (22/11), o Governo Federal anuncia a primeira seleção de propostas para a Faixa 1 do programa, financiado com recursos do FAR

138
Amazonas Meu Lar tem 1.008 unidades habitacionais inscritas na primeira fase do Minha Casa Minha Vida
FOTOS: Tiago Corrêa/UGPE

O Programa Amazonas Meu Lar, do Governo do Estado, tem oito projetos com 1.008 unidades habitacionais inscritos na primeira etapa do novo programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). Nesta quarta-feira (22/11), o Governo Federal anuncia a primeira seleção de propostas para a Faixa 1, destinada às famílias com renda bruta mensal de até R$ 2.640. O evento será a partir das 15h, no Salão Nobre do Palácio do Planalto, em Brasília.

De acordo com o secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Sedurb), Marcellus Campêlo, que acompanha o governador Wilson Lima no evento, foram seis projetos apresentados pelo Governo do Amazonas para a capital, Manaus, um para Itacoatiara e um para o município de Santa Isabel do Rio Negro.

São seis projetos sob gestão da Superintendência Estadual de Habitação (Suhab), que está representada no evento pelo gestor da pasta, Jivago Castro e dois apresentados pela Sedurb.

Os projetos serão executados com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), através da parceria entre o programa estadual Amazonas Meu Lar e o MCMV. O Estado apresentou os terrenos com os projetos para a construção de unidades habitacionais ou prédios que serão reformados e adaptados para moradia popular.

Na terça-feira (21/11), Marcellus Campêlo participou de reunião de alinhamento entre órgãos de habitação dos Estados e Municípios com a Caixa Econômica Federal. O objetivo da reunião definir os próximos passos e fluxos dos projetos que serão contemplados.

“Tivemos uma reunião de alinhamento sobre o Fundo de Arrendamento Residencial. O Amazonas deve ter alguns empreendimentos aptos e, a partir daí, nós vamos ter 150 dias para a elaboração de projetos e chamamento público das construtoras”, explicou o secretário.

Durante a reunião, que contou ainda com membros da Associação Brasileira de Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (Cohabs), Agentes Públicos de Habitação (ABC) e técnicos da Sedurb, foram detalhados os fluxos de contratação, processo de doação de terrenos, assim como o Edital de Chamamento Público para habilitar as empresas que vão construir unidades habitacionais para essa linha de atendimento.

O Amazonas Meu Lar é coordenado pela Sedurb. É executado pela Suhab e Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), órgãos vinculados à Sedurb, além da Secretaria de Estado de Cidades e Territórios (Sect).

O programa estadual prevê a entrega de 24.044 soluções de moradia, com investimentos de R$ 4,7 bilhões, sendo R$ 1,2 bilhão do Estado e o restante em parceria com o MCMV, que usa recursos do FGTS e do FAR.

Subsídio Entrada do Meu Lar​

O Estado também está em vias de assinar com a Caixa o contrato que vai viabilizar outra linha de atendimento do programa estadual: o subsídio “Entrada do Meu Lar”. Nessa modalidade, o Governo do Estado vai ajudar o selecionado pelo programa a pagar a entrada no financiamento de imóveis com recursos do FGTS, também em parceria com o MCMV.

O valor do subsídio estadual é de até R$ 35 mil para famílias da Faixa 1, que tenham renda mensal bruta de até R$ 2.640,00 e até R$ 30 mil para a Faixa 2, com renda mensal bruta de R$ 2.640,01 até R$ 4.400,00.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui