Início Cidade Arhur anuncia R$ 1 mil de Fundeb e revolta professoresPouco

Arhur anuncia R$ 1 mil de Fundeb e revolta professores
Pouco

580
0

A quarta-feira nas redes sociais dos professores é de revolta. Os educadores não engoliram o pagamento de apenas R$ 1 mil por parte da Prefeitura referente ao repasse do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), que será pago no dia 29. Para se ter uma comparação, o Governo vai pagar R$ 4 mil.

“Nossa gestão é marcada por valorizar os profissionais da educação, tanto que neste ano pagamos o 14º salário para os professores que alcançaram as metas do Ideb e, pela primeira vez, também pagamos o 15º salário para todos os professores da educação infantil. Além das premiações e progressões por tempo de serviço ou titularidade, decidimos repartir o valor que sobrou do Fundeb entre os educadores que trabalham nas escolas”, afirmou o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

Educadores rebatem. “Absurdo. A Secretaria economizou tanto com energia e manutenção, enquanto professores tiraram recursos do bolso para para dar suporte às aulas”, escreveu um internauta, seguido por centenas de outros.

“A legislação determina que somente funcionários de escola recebam o benefício do Fundeb, entre professores, técnicos administrativos, pedagogos e os demais funcionários que estejam efetivamente envolvidos com as atividades dentro das salas de aula. Em razão da legislação eleitoral deste ano, o município de ficou impedido de usar recursos do Tesouro para contemplar o benefício aos demais educadores da Semed.”, afimra a Prefeitura de Manaus.

“A Contagem é muito clara. 16 mil Professores vão receber 1000 cada?! As escolas contempladas com 14° e 15° não satisfazem nem um 1% da Categoria. Que muito se desgastou e arrancou recursos para enfrentar as aulas remotas. Foram meses alunos e professores arcando com os custos do que a prefeitura economizou.  Nenhum gestor público falou sobre as economias com pessoal, papel, descartáveis e tudo o que o mundo escolar necessita e que pesam nas secretarias.”, observa a professora Elisandra Silvino Martins, uma das que se redobrou para manter o ensino em 2020.

Professora Elisandra Martins

 

As escolas municipais estão fechadas e ficará para David Almeida decidiro o que fazer com elas em 2021.

De acordo com a Semed, 2.151 servidores municipais receberam os benefícios do 14º e 15º salários, totalizando mais de R$ 4,9 milhões pagos. Além disso, 2.541 servidores foram beneficiados com progressões e promoções, somando um benefício de R$ 30,8 milhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui