Início Destaque Comissão Especial toma medidas para resolver água contaminada em Parintins

Comissão Especial toma medidas para resolver água contaminada em Parintins

165
0

A Comissão Especial instituída no âmbito da Comissão de Geodiversidade, Recursos Hídricos, Minas, Gás, Energia e Saneamento da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), presidida pelo deputado Sinésio Campos (PT), realizou uma reunião, nesta terça-feira (3), para a definição de medidas sobre o problema de contaminação de poços que abastecem a população no município de Parintins.

A reunião, que ocorreu no Auditório Natanael Rodrigues na Aleam, teve a participação do prefeito de Parintins, Bi Garcia (PSDB); secretarias do Governo do Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra); de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema); Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam); Universidade do estado do Amazonas (UEA); o diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Parintins; entre outros.

Na reunião foi reafirmada a contaminação de seis poços tubulares que abastecem parte da cidade. De acordo com o relatório realizado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM), os poços estão contaminados com metais pesados como alumínio, amônia e nitrato que representam riscos à saúde dos consumidores como hemorragias, deficiência renal, câncer e outras ameaças.

A denúncia já havia sido apresentada pelo deputado Sinésio Campos que solicitou, através da Comissão que preside, um Laudo de Medição Para Potabilidade à Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama), que constatou que, de 29 poços existentes no município, seis estão contaminados.

O deputado estadual Sinésio Campos além de realizar uma Audiência Pública no município, instituiu na Aleam a Comissão Especial para pautar o problema que afeta aproximadamente 10 mil pessoas, que estão consumindo água fora dos padrões exigidos.

Na reunião de hoje, o prefeito Bi Garcia afirmou que o município vai executar o lacre dos poços problemáticos. Mas, para evitar o colapso no abastecimento primeiro está trabalhando com a Seinfra, para realizar a perfilação (filmagem interna) de cinco poços com 120 metros de profundidade que estão desativados para verificar a potabilidade da água e substituir os contaminados.  O prazo estipulado foi de 60 dias para o procedimento.

O geólogoda Sema, Isaías dos Santos, recomendou a construção de uma estação de captação e tratamento de águas do Rio Amazonas e desativação dos poços como a solução do problema. “É inadmissível que na maior bacia hidrográfica do mundo os municípios do Amazonas usem poços para o abastecimento. Águas subterrâneas devem ser uma reserva de emergência”. A posição que foi ratificada pelo representante do Ipaam.

O prefeito ressaltou que as medidas de caráter emergencial são para evitar o colapso no abastecimento. Mas a ideia é trabalhar um projeto com a Seinfra em três eixos: abastecimento de água, tratamento e destinação de lixo e esgotamento sanitário. O que inclui uma nova estação de captação de água no rio.

Diante da apresentação do prazo de 60 dias para tomada de medidas que visam a solucionar o abastecimento de água, o deputado Sinésio Campos deixou claro que o objetivo da Comissão da Aleam é de preservar a saúde da população não só de Parintins, mas também dos demais municípios que enfrentam o mesmo problema. “Não há nenhuma intenção político-partidária. Queremos caminhar juntos na busca de solução para o problema. E o que for de competência do Estado vamos encaminhar para solucionar urgentemente o problema de abastecimento de água em Parintins”, explicou.

*Com informações da assessoria 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui