Início Cultura Documentário sobre cinéfila e curtas-metragens serão exibidos no Cineteatro Guarany

Documentário sobre cinéfila e curtas-metragens serão exibidos no Cineteatro Guarany

862

Um documentário sobre uma cinéfila de 79 anos, que assistiu a mais de 20 mil filmes, e curtas-metragens dos diretores Dan Leal e Antônio Carlos Jr. fazem parte da programação do Cineteatro Guarany, neste sábado (17/08), às 18h, com entrada gratuita. O evento faz parte do Cineclube de Arte da Secretaria de Estado de Cultura (SEC).

A exibição iniciará com o documentário “A Rainha dos Cinemas de Manaus”, dirigido por Sérgio Cardoso, que apresenta a cinéfila Maria Nazaréth Pinto. Aos 79 anos, a professora de Letras já assistiu a cerca de 20 mil filmes, e sua trajetória é contada em uma narrativa que mostra as diversas fases de sua vida e relata a sua longa experiência como cinéfila. Lançado em 2018, o filme tem duração de 17 minutos e classificação para 12 anos.

Após o documentário, serão exibidos os curtas-metragens “Mãos Atadas” e “Visor” do diretor Dan Leal. Formado em Jornalismo e também em Cinema e TV, pela Uninorte, ele iniciou a carreira como produtor e diretor em 2007 e já tem mais de 20 produções no currículo.

“Mãos atadas” (2018), conta história de Pedro, que se apaixona por Carlos, seu amigo e que é casado. As investidas de Pedro fazem com que Carlos tome uma decisão inesperada. O filme tem classificação para 12 anos.

Já “Visor” (2019) é inspirado nos contos de terror japonês, que dizem que quando uma pessoa morre com ódio, a alma volta em busca de vingança. O curta apresenta três personagens envolvidos em uma história de terror que lembra filmes como “O Grito”. A classificação é para 12 anos.

Ao final será exibido o curta “Cuspe”, do diretor Antônio Carlos Jr. Lançado em 2014, o curta é uma adaptação livre da obra do escritor amazonense Benjamin Sanches, sobre o relacionamento de um casal de forma bem inusitada. A classificação também é para 12 anos.

Serviço: Exibição de filmes no Cineteatro Guarany

Data/hora: Sábado (17/08), 18h

Local: Vila Ninita, anexo ao Centro Cultural Palácio Rio Negro, na avenida Sete de Setembro, 1.546, Centro

Entrada: Gratuita

*Com informações da Assessoria

Artigo anteriorIntegração entre Sistema Sepror e FAS irá fortalecer produção sustentável no Amazonas
Próximo artigoComitê realiza ação de cidadania para pessoas em situação de rua

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui