Início Policial Funcionária que filmou homicídio no Carrefour é presa por suspeita de mentirDeu...

Funcionária que filmou homicídio no Carrefour é presa por suspeita de mentir
Deu ruim

237
0

Está presa a funcionária do Carrefour, Adriana Alves Dutra, que filmou a morte por espancamento do cliente João Alberto Freitas, na quinta-feira, dia 19. Após dar um depoimento cheio de contradições que n]ao batem com os fatos, a delegada mandou recolher a colaboradora.

A delegada do caso, Vanessa Pitrez, disse que que Adriana deveria ter mando parar com as agressões, em vez de apenas olhar e filmar. Magno Braz Borges, 30 anos, e Giovane Gaspar da Silva, de 24, PM temporário, estão presos.

Adriana tentou defender Giovane, dizendo que ele era apenas cliente. “Resta até o final do inquérito [saber] se essas contradições foram motivadas por algo que se queria encobrir ou não”, afirma a delegada Roberta Bertoldo.

A colaboradora ainda disse que nem ouviu a vítima gritar por socorro, o que fica claro ser mentira pelas imagens. Adriana também disse em depoimento que pediu várias vezes para que os seguranças largassem João, outra mentira.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui