Início Destaque Mãe afirma que filho morto em batalhão de Manaus foi torturado: “Quero...

Mãe afirma que filho morto em batalhão de Manaus foi torturado: “Quero justiça”

1468
0

A família do soldado Jhonata Pantoja, encontrado morto nesta segunda-feira dentro do 7º Batalhão de Polícia do Exército, em Manaus, afirma que a morte do jovem de 18 anos está camuflada e que a verdade foi escondida pela Força Armada. A mãe da vítima, Kelliane Corrêa Pantoja, afirma que o corpo do filho apresentava vários sinais de tortura. “Eu calmo por justiça”, disse a mãe do rapaz.

Inicialmente a morte foi tratada como suicídio ou tiro acidental, mas os peritos encontrar marcas pelo corpo de Jhonata. O tio de Jonatha, Valdionor Maciel, disse, em entrevista ao G1, que o sobrinho foi assassinado dentro das dependências do Exército. “Aquela farda era a vida dele. E ele foi brutalmente assassinado dentro do próprio órgão que ele admirava. Um jovem cheio de sonhos, com uma vida pela frente, e infelizmente aconteceu essa tragédia”, contou. “Tem vários hematomas pelo corpo. Nós não tivemos as informações necessárias pra confortar a família. Queremos que os fatos sejam esclarecidos é que os culpados sejam punidos”.

Uma das irmãs da vítima publicou fotos do exame no corpo do rapaz, onde é possível ver os hematomas. O Exército afirma que abriu um inquérito militar e que vai investigar o caso. Também afirma que está prestando apoio aos familiares.

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui