Início Estado Peruano é detido sob suspeita de agredir sexualmente criança indígena e assassinar...

Peruano é detido sob suspeita de agredir sexualmente criança indígena e assassinar seus familiares no Amazonas

258
Peruano é detido sob suspeita de agredir sexualmente criança indígena e assassinar seus familiares no Amazonas
Foto: reprodução

Amazonas – Peruano é detido sob suspeita de agredir sexualmente criança indígena e assassinar seus familiares no Amazonas. De acordo com informações da Polícia Civil, um homem peruano de 36 anos foi detido na última terça-feira (30) por suposto envolvimento no assassinato de uma mãe e seu filho indígenas, de nacionalidade colombiana, na cidade de Benjamin Constant, situada no interior do Amazonas. Além disso, ele é suspeito de agredir sexualmente uma criança de 7 anos, que era filha e irmã das vítimas falecidas.

A delegada Luciana Lima Nasser, que chefia a 51ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Benjamin Constant, informou que o suspeito afirmou ser cunhado da mulher assassinada e tio das crianças. Ele admitiu sua participação nos crimes e indicou a possível colaboração de outros indivíduos na ação criminosa. Conforme investigações da Polícia Civil, os corpos das vítimas foram descobertos em uma área de mata próxima às aldeias Tikuna de Porto Cordeirinho e Filadélfia.

A criança, vítima de agressão sexual, foi encontrada pelos agentes perdida na floresta, com diversas lesões em seu corpo. Ela foi encaminhada ao hospital local para receber cuidados médicos e realizar exames para determinar se sofreu algum tipo de abuso. Na manhã de segunda-feira (29), moradores locais relataram ter encontrado o corpo da mulher coberto por folhas de bananeira, apresentando ferimentos possivelmente causados por disparo de arma de fogo. O filho foi achado em outro local com o pescoço degolado. A Polícia Civil informou que está conduzindo as investigações de forma diligente para identificar todos os envolvidos.

Leia também: Polícia procura homem que torturou esposa e manteve família como refém no Amazonas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui