Início Cidade Arthur desafia críticos da intervenção no sistema de transporte

Arthur desafia críticos da intervenção no sistema de transporte

207
0

Mesmo sob uma enxurrada de críticas, o prefeito de Manaus, Arthur Neto, garante que não volta atrás na intervenção do sistema de transporte público, tão pouco sobre o fim do pagamento em dinheiro da passagem de ônibus. Em 60 dias, de acordo com o tucano, só passarão nas catracas os passageiros que forem donos de um cartão passa-fácil. “Os empresários não pegam mais em dinheiro. Eu avisei a eles que não tentassem boicotar a intervenção. Vamos assumir a gestão de todos os recursos e, repito, nossa meta é entregar um sistema equilibrado para a população”, afirmou o prefeito.

Não ficou claro como os passageiros que não possuem os cartões conseguirão adquirir o objeto em tão pouco tempo. Também não está claro qual será a utilidade dos cobradores. Nem mesmo sabe-se como os empresários vão reagir.

Hoje, sem acesso ao dinheiro do cartão, já que a Prefeitura confiscou a renda desse modo de pagamento, os donos das empresas estão fazendo racionamento de ônibus, alegando que não têm como bancar os custos com os combustíveis. “Nossa prioridade é garantir o funcionamento do sistema e deixá-lo livre de chantagens. Ao mesmo tempo, vamos ampliar os postos de vendas de crédito para o cartão eletrônico, para que a população não encontre dificuldades em usar o cartão. Retirando o pagamento em dinheiro dos coletivos, também vamos proporcionar mais segurança aos usuários e trabalhadores, contribuindo para reduzir o número de assaltos nos coletivos”, disse o prefeito.

Arthur garante que o grupo interventor tomará todas as medidas necessárias para que a população não seja prejudicada, assegurando a ampla oferta dos postos de venda do Passa Fácil. Além disso, a prefeitura deve fazer uma ampla campanha publicitária, para estimular os usuários do transporte coletivo a aderirem ao cartão eletrônico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui