Início Destaque JN mostra mortes, respirador e raio-x quebrados em TonantinsMais uma vez o...

JN mostra mortes, respirador e raio-x quebrados em Tonantins
Mais uma vez o caos na Saúde do nosso Estado é escancarado em rede nacional

332
0

Mais uma vez o caos e despreparo da Saúde no Amazonas foi destaque no Jornal Nacional, que mostrou nesta sexta-feira um raio-x parado há mais de 40 dias e um respirados há mais de um mês. A situação foi constatada em Tonantins, a 863 Km de Manaus, cidade que tem mais de 100 casos e nove mortes por coronavírus.

A reportagem mostrou que os equipamentos estão novos, o que só aumenta a revolta. No hospital, apenas dois cilindros de oxigênio. O Brasil acompanhou no Jornal Nacional o drama da família de Getúlio Marinho, de 68 anos, que morreu no dia 5 de maio em Tonantins, sem atendimento adequado e sem transferência para Manaus.

“Morreu sem fazer chapa no pulmão porque não tinha raio-X e foi enterrado pelos sobrinhos porque não tinha coveiro”, disse na matéria a filha de Getúlio Marinho, Natalina Barbosa Marinho. “Nem coveiro tem. Meu pai foi enterrado por três sobrinhos”.

Getúlio morreu em Tonantins sem assistência adequada.

Indeberto Rocha, de 65 anos, foi outro personagem da reportagem vexatória e revoltante. Ele morreu de parada cardíaca. “Não tinha um médico na hora que ele mais precisou, tinha uma enfermeira e o técnico e não tinha aparelho respiratório”, disse Edevelton Alves da Rocha.

Indeberto Rocha, mais uma vítima em Tonantis que morreu sem atendimento

No fim da matéria exibida no Jornal Nacional, o secretário de saúde de Tonantins, José Julio Junior, disse que não tem um técnico para instalar o raio-x e que o respirador é usado durantes as transferências, mas que está na caixa para não estragar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui