Início Destaque Justiça manda UBER pagar férias, salário-mínimo e direitos trabalhistas a motoristasEconomia

Justiça manda UBER pagar férias, salário-mínimo e direitos trabalhistas a motoristas
Economia

175
0

A Suprema Corte da Grã-Bretanha decidiu, na sexta-feira, 19, que motoristas UBER receberão direitos trabalhistas como qualquer funcionário de empresas de outros segmentos. A disputa vinha desde 2016 e envolve pelo menos 25 motoristas. Cada um pede R$ 91 mil de indenização.

O caso abre precedente mundial. Motoristas de APP reclamam da falta de apoio, de seguro de vida e de direitos trabalhistas. “A Suprema Corte rejeitou por unanimidade o recurso do Uber”, disse o juiz George Leggatt na sexta-feira. Um grupo de 25 motoristas fez parte do caso e o Uber disse que o veredito não se aplica a todos os seus atuais 60 mil motoristas na Grã-Bretanha, incluindo 45 mil em Londres, um de seus mercados globais mais importantes.

“Respeitamos a decisão do tribunal que se concentrou em um pequeno número de motoristas que usaram o aplicativo Uber em 2016”, disse Jamie Heywood, chefe do Norte e Leste Europeu.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui