Início Policial Mulher é presa por torturar a própria filha, uma bebê de sete...

Mulher é presa por torturar a própria filha, uma bebê de sete meses em Manacapuru

286
0
FOTO: Divulgação/ Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe da Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Manacapuru, sob o comando da delegada Roberta Merly, titular da unidade policial, em ação conjunta com policiais militares que atuam naquele município, distante 68 quilômetros em linha da capital, prendeu no lugar, na tarde do último sábado (23/3), por volta das 13h, uma mulher de 24 anos, denunciada por torturar a própria filha, uma bebê de sete meses.

Conforme a autoridade policial, o representante do Conselho Tutelar em Manacapuru recebeu uma denúncia anônima, sobre uma lactente que estaria sofrendo maus-tratos. Em seguida, os policiais militares que atuam no local foram acionados.

“Ao chegarem na casa da jovem de 24 anos, no Conjunto Ataliba, bairro Miriti, as equipes verificaram que se tratava de uma bebê bastante machucada, que imediatamente foi levada para o hospital. Enquanto isso, a mãe foi conduzida até a DEP. Imediatamente requisitei a realização de exame de corpo de delito”, explicou.

Roberta Merly destacou que após análise do laudo pericial e das imagens da bebê, identificou que não se tratava de crime de maus- tratos e sim de tortura, uma vez que a vítima foi submetida a intenso sofrimento físico e mental. Em razão de hemorragia interna, a menina foi transferida para o Hospital e Pronto-Socorro da Criança, no bairro Compensa, zona oeste de Manaus.

A infratora foi autuada em flagrante por tortura. Em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), os policiais civis constataram que a jovem já tinha passagem pela polícia por abandono de incapaz. Após os procedimentos cabíveis na DEP de Manacapuru, ela será mantida na carceragem da delegacia, à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui