Início Destaque Romário: Brasil precisa atacar a Argentina com inteligência e jogar para Neymar

Romário: Brasil precisa atacar a Argentina com inteligência e jogar para Neymar

278
Romário: Brasil precisa atacar a Argentina com inteligência e jogar para Neymar
Foto: reprodução

Romário, ex-atacante da Seleção Brasileira, concedeu entrevista na véspera do clássico contra a Argentina, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026. O Baixinho reconheceu o favoritismo dos hermanos, mas afirmou que o Brasil precisa atacar logo nos primeiros minutos para buscar a vitória.

“Eu tenho certeza que o Diniz e os jogadores sabem o momento que o Brasil está vivendo, que passa pela cabeça dos atletas que a Argentina, como um time que já se conhece há muito tempo, como a atual campeã do mundo, é superior à Seleção, mas o Brasil tem que atacar eles logo nos primeiros minutos”, disse ao programa do SporTV.

Romário também falou sobre Neymar, que é o principal jogador do Brasil. O Baixinho afirmou que o camisa 10 ainda não atingiu o seu patamar com a Amarelinha, mas que pode chegar lá.

“Os números realmente são impressionantes, ele é merecedor e um dos melhores jogadores que eu vi jogar com a Seleção Brasileira. Mas quando se fala em alto nível, de patamar bem acima, ainda falta um pouquinho para o Neymar. Eu atribuo isso até pela falta de uma Copa do Mundo, que ele ainda não teve oportunidade de ganhar”, declarou.

“Ele pode chegar, mesmo já tendo 30 anos. Ele ainda tem condições de chegar nesse nível”, completou.

Romário também acredita que o Brasil precisa jogar para Neymar, assim como a Argentina fez com Lionel Messi na Copa do Mundo de 2022, no Catar.

“O Neymar é, para mim, o grande nome que nós temos na equipe. É um cara que faz falta. Confio nele e tenho esperança de que possa resolver nosso problema na próxima Copa. A Argentina foi campeã no ano passado pelo simples fato de que todos os jogadores resolveram jogar para o Messi. Nos outros dois, três Mundiais, isso não aconteceu. Então o que a Argentina fez, o Brasil tem obrigação de fazer com o Neymar. Não só na Copa, mas a partir de agora. Tenho certeza que o (Fernando) Diniz vai trabalhar esse time para jogar para o Neymar, porque o Brasil ainda precisa e depende dele”, concluiu.

O Brasil recebe a Argentina nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro. A Seleção Brasileira ocupa a quinta posição, com sete pontos, enquanto os hermanos estão na liderança, com 12.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui