Início Cidade VÍDEO EXCLUSIVO: paciente de Covid acusa Governo de abandono no 28 de...

VÍDEO EXCLUSIVO: paciente de Covid acusa Governo de abandono no 28 de Agosto
Teve que esperar por aproximadamente 5h30h até a chegada ambulância para retornar ao leito no Delphina

569
2
Foto: reprodução

Manaus – Em dias onde a luta é pela vida e cada minuto se torna valioso para pacientes diagnosticados com Covid-19, a falta de atenção se torna negligência. É o que conta a professora aposentada da SEDUC, Lanisa Cruz Beetuccelli de Mendonça, de 55 anos, internada há 11 dias, no Hospital Delphina Aziz, zona Norte, mais uma vítima do sistema de Saúde pública do Amazonas.

Ela relata que após um retorno de consulta médica com o oftalmologista no Pronto-Socorro 28 de Agosto, zona Centro-Sul, nesta quarta-feira (30), teve que esperar por aproximadamente 5h30h até a chegada da equipe de enfermagem para voltar ao leito no Delphina. Não bastasse o abalo da doença, o abandono de quem deveria cuidar.

Em um vídeo, ela denuncia que chegou na unidade hospitalar por volta das 16h. “Eu fui para um retorno no ‘oftamo’ porque o vírus afetou meu olho direito. Então, tive que voltar lá com o resultado da Ressonância por volta das 16h, eles me deixaram lá e foram fazer outras ocorrências e depois de tanto tempo, às 21h eles voltaram para me pegar. Te tando que a minha filha insistiu ligando para o Delphina”, disse Lanisa.

Ainda conforme o relato da professora aposentada que também é hipertensa, ela passou o tempo todo de espera sentada em um corredor do 28 de Agosto. “Eu passei 5h30 minutos esperando a ambulância, estava sentada no corredor do hospital, sendo que eu só tinha almoçado e como passei muito tempo fora, comecei a sentir muita dor”.

Quando voltou para o Delphina, a paciente confidenciou para a equipe de jornalismo do Repórter Manaós que não ouviu nenhuma explicação da equipe pela demora.

“A equipe da ambulância me deixou aqui no leito por volta das 21h30 e depois disso foram embora e eu fiquei aqui chorando com muita dor. Demoraram uns 15 minutos para vim aqui [no leito], só vinheram por eu chamei e estava passado mal com muita dor nas minhas costas e cabeça, eu gritei ai que eles vieram ver o que estava acontecendo. Apareceu uma pessoa, não sei se era enfermeiro ou técnico, pediu para eu me acalmar que eles estavam fazendo a medicação. Saibam que eu estava no leito, minha pressão só aumentava, fizeram várias medicações, mas ela não baixava e só pela madrugada que foi voltando ao normal. Ou seja, foi uma sequência de erros”, relatou a paciente.

“Eu não quero aparecer, só quero que tenham mais respeito e cuidado com os pacientes, principalmente, os que estão com Covid”, finalizou a paciente.

Nas redes sociais ela recebeu apoio, mas o Governo do Amazonas, até o momento, não se pronunciou sobre o caso.

Vale ressaltar que o espaço está aberto para o pronunciamento da SES-AM sobre o caso.

Veja o vídeo; 

 

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Total descaso e desrespeito ao paciente! infelizmente o povo sofre e enquanto os deputados e o próprio governador quando precisam vão para os particulares e ainda somos nós que pagamos a conta hospitalar deles.

  2. e fica a pergunta! porque o paciente tem que ser deslocado de um hospital para outro pra ser consultado? como um hospital do porte do Delfina não ter as especialidades necessárias aos pacientes internados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui