Início Destaque Dobradinha Menezes e Bolsonaro impulsiona Suframa

Dobradinha Menezes e Bolsonaro impulsiona Suframa

328
0
Foto: Reprodução/Rede Social

Retorno de Bolsonaro à Amazônia traduz prestígio de Menezão

Em sua primeira entrevista, na solenidade de posse no cargo de superintendente da Suframa, o Coronel Alfredo Menezes foi muito claro: “O presidente Jair Bolsonaro me deu a instrução de voltar para o Amazonas e fazer o que tem que ser feito na Suframa”. E muita coisa, não resta dúvida, já está sendo feita. Ao longo dos anos, por razões diversas, o cumprimento das atribuições do superintendente foi ficando pelo caminho.

Em parte pelo confisco, chamado de contingenciamento inapropriadamente, em parte pelo descaso do Poder Central pela Amazônia. Esse descaso se configura mais claramente com a transformação de Manaus no baú da felicidade fiscal de Brasília. É muito gratificante ver que este cenário mudou rapidamente.

Prestígio efetivo

É muito comum, no discurso oficial da União, sobrarem promessas e faltarem obras, ao longo dos anos. Por isso temos dançado frequentemente a valsa da demagogia. Os governantes viram as costas sem pudor para a Amazônia. Vinham aqui muito mais a passeio ou motivados por confisco, do que prover a região com infraestrutura competitiva.

A dobradinha Menezes e Bolsonaro, hoje, se consubstancia em ações concretas. Prova disso foi o convite para o superintendente integrar a comitiva de negócios no continente asiático. Basta observar doravante o que vem por aí. Investidores chineses, coreanos, árabes, japoneses, já sinalizam interesse em conhecer as oportunidades de negócio na região. E não apenas em produtos similares aos que são hoje fabricados no Polo Industrial de Manaus. Os asiáticos querem proteínas, vitaminas, insumos farmacêuticos para instalação de unidades fabris em Manaus.

Distrito Agropecuário

A quarta revolução industrial alcançará o campo. Isso significa que o Centro de Biotecnologia da Amazônia começará a fazer propagação de espécies, de alto valor comercial, em laboratório. Essa propagação que consiste na produção em série de clones e mudas voltarão ao meio ambiente no reflorestamento de áreas degradadas com uma agricultura permeada de inovação tecnológica. Na cabeça de Alfredo Menezes, agricultura e biotecnologia irão caminhar juntas. Está proposta está presente nos conceitos que estão norteando a reestruturação do Distrito Agropecuária da Suframa. Reestruturação é modo de dizer.

Na verdade, o termo mais adequado é moralização do DAS. Todos sabem e fingem desconhecer que, historicamente, os lotes foram distribuídos de maneira sombria, quase sempre irregular, com apadrinhamento e distorção de finalidade. Muitos funcionários federais transformaram lotes em sítios para lazer e criação de galinha. Essa mudança, operada por Menezes, é um exemplo cristalino daquilo que deveria ser feito, como disse o superintendente em sua primeira manifestação em janeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui