Início Destaque Jornalistas convidados para a I fesPIM conhecem processo de produção das fábricas...

Jornalistas convidados para a I fesPIM conhecem processo de produção das fábricas do PIM e visitam Unidade de Conservação

203
0

Durantes os três dias da I Feira de Sustentabilidade do Polo Industrial de Manaus (fesPIM), realizada nos dias 27, 28 e 29 de novembro, um total de 10 jornalistas, locais, nacionais e internacionais conheceram de perto o processo de produção nas fábricas Daikin, Moto Honda, Rubberon, Porto Chibatão e ainda visitaram o Instituto Soka (Unidade de Conservação), localizado no bairro Colônia Antônio Aleixo, zona Leste e foram ao Encontro das Águas. A visita fez parte da programação da Feira, que aconteceu no Studio 5.

No Instituto, os profissionais que vieram cobrir o evento, assistiram uma apresentação sobre os trabalhos desenvolvidos pela Unidade de Conservação, participaram de um delicioso café e plantaram uma muda de Angelim.

O gestor ambiental do Instituto, Jean Dinelly Leão, afirmou que a fesPIM com certeza mostrou que é possível o desenvolvimento sustentável na região. “Acreditamos que esse trabalho não é só um trabalho de apresentação do que é a Zona Franca, mas de educação para que a sociedade possa realmente aprender a importância da consciência ambiental”, disse.

Os profissionais conheceram um pouco da história da reserva, onde um dia na estrada de acesso ao local já funcionou uma lixeira viciada. Em seguida, visitaram a fábrica Daikin que existe há 95 anos no mundo e em Manaus completou cinco anos de existência. A comitiva conheceu o processo de produção dos condicionadores de ar e almoçou no refeitório da empresa.

Na parte da tarde, os jornalistas visitaram e o Instituto Sidia, localizado na Avenida Darcy Vargas, Parque 10 e participaram da inauguração do novo prédio do Instituto.

No segundo dia da programação (28), os jornalistas e alguns palestrantes do evento visitaram a Moto Honda que atualmente é uma das empresas do PIM que tem como premissa o desenvolvimento econômico aliado a preservação ambiental. A empresa apresentou alguns dos seus projetos com foco na educação ambiental como, o Centro de Educação da Honda, que trabalha diretamente na educação de crianças, além de outras ações como a manutenção de reserva florestal, onde são realizados reflorestamento e proteção da fauna, projetos que contribuem com a redução do CO2 e a Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), que existe desde 2001 e tem contribuído com o meio ambiente e beneficiado a sociedade e outros projetos.

Ao ser questionado sobre a importância de participar da I fesPIM, o vice-presidente da empresa, Júlio Koga, afirmou que a Honda faz o seu melhor e que se preocupa com o desenvolvimento não apenas econômico, mas socio-econômico. “Nosso objetivo é associar tecnologia com a proteção ambiental, ou seja, estamos preocupados com o futuro do planeta. A Zona Franca beneficia o país inteiro, nossas operações não movimentam apenas a economia daqui, mas de todo o Brasil e é importante falar que a mão de obra operacional da Honda é 100% de Manaus”, declarou.

Os jornalistas também fizeram uma visita à fábrica Rubberon, que atua no setor plástico e possui uma produção focada na redução de desperdícios. Outra agenda cumprida pela equipe foi uma visita guiada ao Teatro Amazonas, um dos monumentos históricos de Manaus­­­, conhecendo um pouco da história de mais de 120 anos do patrimônio que foi contada pelo historiador do local, Hélio Dantas.

Fechamento
Na programação do último dia (29), a comitiva iniciou o dia visitando o Porto Chibatão, considerado hoje o maior porto flutuante da América Latina. O Chibatão permite que sete navios sejam atracados simultaneamente e no local passam 50 contêineres por hora, segundo informações repassadas pela equipe que acompanhou a visita.

O diretor executivo geral do Porto, Jhony Fidelis, falou um pouco sobre a importância de participar da I fesPIM. Para ele a Feira é uma inovação e é perceptível que a responsabilidade que antes estava apenas sobre o Governo Federal, está sendo também realizada pelas indústrias.

“As indústrias precisam produzir com responsabilidade e preservar a Amazônia. O Grupo Chibatão é parceiro da fesPIM, por que participamos dessa cadeia logística, toda a matéria-prima que chega para o PIM e comércio passa por aqui, ou seja, chega a matéria-prima e sai o produto acabado. Entendemos que essa Feira é importante, que temos que contribuir com esse novo conceito e mostrar para o mundo quanto responsável a indústria é em relação a preservação do meio ambiente.”, destacou o diretor.

Depois da visita ao Grupo Chibatão, os jornalistas seguiram em um barco para conhecer de perto o Encontro das Águas. Na ocasião, ficaram encantados com a beleza do fenômeno que é uma confluência entre o rio Negro, de água preta, e o rio Solimões, de água barrenta, onde as águas dos dois rios correm lado a lado sem se misturar por uma extensão de mais de 6 km.

A Press Trip foi encerrada com um almoço no restaurante Banzeiro, localizado no bairro Nossa Senhora das Graças, que oferece um cardápio 100% regional. Os profissionais agradeceram à equipe da Ekco Produções pela dedicação, recepção calorosa e parabenizaram a empresa pela realização da Feira.

*Com informações da Assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui